Muro em risco de colapso na EB Luís de Camões [Em Resolução]

Screen Shot 12-29-17 at 04.12 PM

A 12 de Dezembro pedimos ao Regimento de Sapadores uma acção de fiscalização sobre este muro – com fissuras profundas – na Escola EB Luís de Camões.

Resposta dos RSB:

Screen Shot 12-29-17 at 04.07 PM

“em virtude do risco existente é conveniente à EB Luís de Camões mandar proceder a uma avaliação estrutural do muro”

Vídeo:
https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.do.Areeiro/permalink/1854375018208630/

BREVE BALANÇO DA ACTIVIDADE DOS “VIZINHOS DO AREEIRO” em 2017

20171211_171204

136 ocorrências abertas na CML via aplicação Na Minha Rua (competências da câmara)
368 ocorrências abertas na Junta de Freguesia (competências próprias)

 

24 Sugestões à Junta de Freguesia:

Por responder:  10
Resolvida: 8
Não resolvidas:  2
Em resolução por transferência de competências: 2
Parcialmente resolvida: 2

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2016/12/30/909/
(por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/04/lisboa-livre-de-beatas-sugestoes/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/02/07/praca-pasteur-sebe-cortada-pela-junta-de-freguesia-do-areeiro-resolvido/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/02/08/pedido-de-negociacao-de-descontos-nas-avencas-empark-no-areeiro/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/02/13/bancos-no-areeiro-reparar-e-nao-substituir-pedido-a-junta-de-freguesia/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/02/16/iniciativa-papel-quase-zero/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/03/06/propostas-a-junta-de-freguesia-para-aumento-da-seguranca-no-jardim-fernando-pessa/ (não resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/03/22/horario-de-atendimento-da-junta-de-freguesia-sugestao/ (não resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/12/monumento-a-afonso-costa-ha-planos-para-renovar/ (em resolução via transferência de competências)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/18/caminho-pedonal-e-recuperacao-dos-bancos-no-jardim-das-estatuas-do-monumental-na-praca-de-londres/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/18/pedido-de-instalacao-de-novos-bancos-na-freguesia-do-areeiro/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/26/proposta-para-espaco-permanente-de-bookcrossing/ (em resolução)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/31/proposta-para-voto-de-pesar-em-assembleia-de-freguesia/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/08/25/espacos-na-rua-sarmento-beires/ (parcialmente resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/04/manutencao-da-zona-relvada-da-praca-francisco-sa-carneiro-pedido-que-a-junta-de-freguesia-assuma-essa-competencia/ (em resolução por transferência de competências)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/08/apelo-de-intervencao-da-junta-de-freguesia-junto-da-direccao-da-eb-luis-de-camoes-quanto-ao-estado-da-bandeira-nacional/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/12/azulejos-em-falta-ou-mal-colocados-no-centro-intergeracional-do-areeiro-pergunta-a-junta-de-freguesia/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/16/sugestao-de-moradores-a-junta-de-freguesia-sobre-os-azulejos-do-centro-intergeracional/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/20/sugestoes-para-o-plano-de-emergencia-do-areeiro/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/20/pedido-de-disponibilizacao-do-plano-de-emergencia-para-o-areeiro/ (resposta incompleta)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/23/sugestoes-de-melhoria-para-o-site-da-junta-de-freguesia-do-areeiro-enviado-a-autarquia/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/05/pedido-de-remocao-de-decoracoes-em-la-das-arvores-da-praca-de-londres/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/06/fotografias-de-menores-na-pagina-da-junta-de-freguesia-do-areeiro-resolvido/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/30/proposta-de-voto-de-pesar-a-familia-de-pedro-rolo-duarte-apresentada-aos-eleitos-da-assembleia-de-freguesia-do-areeiro/ (por responder)

 

23 Sugestões e Pedidos à Câmara Municipal de Lisboa:

Em resolução: 5

Por responder: 9

Não resolvida: 2

Resolvida: 2

Recusada por razões de custo: 1

Parcialmente resolvida: 5

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/12/transferencia-do-terminal-de-veiculos-pesados-de-transporte-de-passageiros-situado-na-avenida-padre-manuel-da-nobrega/ (em resolução)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/27/fim-das-varandas-ilegais-no-areeiro-proposta-a-cml/ (não respondida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/31/velocidades-excessivas-nas-vias-da-freguesia-do-areeiro-propostas-a-cml/  (não resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/02/06/propostas-a-cml-sobre-lixo-reciclavel-nao-acondicionado-nas-avenida-de-roma-e-na-guerra-junqueiro/ (não respondida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/02/10/proposta-de-distribuicao-de-milho-esterilizante-por-cidadaos-e-pela-cml-no-areeiro/ (não resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/02/27/proposta-a-cml-para-uma-maior-divulgacao-do-servico-de-recolha-de-residuos-verdes-de-jardim/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/03/17/agravamento-das-condicoes-de-fluidez-do-transito-em-algumas-avenidas-que-servem-a-freguesia-do-areeiro-enviado-a-cml/ (não resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/14/pedido-de-remarcacao-de-estacionamento-na-rua-de-entrecampos/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/24/grafitri-artistico-ou-jardim-vertical-nas-escadinhas-da-escola-eb-luis-de-camoes/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/27/recuperacao-da-quinta-das-ameias-areeiro-e-sua-transformacao-num-jardim-publico-proposta-a-cml/ (recusada por razões de custo)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/07/sugestoes-para-recuperacao-de-varios-lugares-de-estacionamento-para-moradores-no-areeiro/ (parcialmente resolvidas)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/07/01/sugestao-de-alteracao-de-sentido-de-transito-de-saida-para-a-praca-de-londres/ (não respondida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/07/11/campo-de-jogos-do-jardim-fernando-pessa-sugestao/ (parcialmente resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/07/24/sugestao-para-rua-do-arco-do-cego-areeiro-novas-papeleiras-e-criacao-de-novo-tipo-de-contentor-de-reciclagem-para-plasticos/ (parcialmente resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/07/31/apos-pedido-dos-vizinhos-do-areeiro-ministerio-da-cultura-fixa-zona-especial-de-proteccao-da-pastelaria-mexicana/ (parcialmente resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/09/04/cabos-aereos-de-comunicacoes-provisorios-na-rua-sarmento-beires-areeiro/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/05/bairro-da-gnr-a-maior-concentracao-de-devolutos-do-estado-da-freguesia-do-areeiro-pedido-de-intervencao-ao-governo-e-a-cml/ (em resolução)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/08/pedido-de-criacao-de-mais-lugares-de-estacionamento-para-bicicletas/ (não respondida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/13/proposta-de-uma-estatua-para-a-praca-pasteur/ (não respondida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/23/pedido-de-intervencao-no-sector-superior-da-fonte-luminosa-alameda-afonso-henriques/ (em resolução)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/27/comunidade-nomada-na-zona-entre-a-rua-manuel-gouveia-e-a-margarida-de-abreu-por-detras-da-gago-coutinho-areeiro/ (não respondida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/14/obras-na-avenida-padre-manuel-da-nobrega/ (parcialmente resolvidas)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/12/04/proposta-a-cml-jardim-ze-pedro/ (em resolução)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/12/07/pedido-de-nova-passadeira-junto-a-uma-das-saidas-laterais-da-cgd-respondido/ (em resolução)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/12/13/estacionamento-depois-do-empreendimento-a-construir-no-terreno-na-av-sacadura-cabral/ (por responder)

 

1 Sessões de Esclarecimento pedidas à CML:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/17/pedido-de-sessao-de-esclarecimento-sobre-obras-no-bairro-do-arco-do-cego/ (realizada)

 

2 Sugestões à Polícia Municipal:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/25/towit-apelo-ao-uso-desta-mobile-app-pela-emel-e-policia-municipal-de-lisboa/ (não respondida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/09/21/pedido-de-reforco-da-presenca-de-agentes-da-policia-municipal-em-patrulhamento-a-pe-na-freguesia-do-areeiro/ (não respondida)

 

10 Reclamações à Câmara Municipal de Lisboa:

Sem resposta: 3
Parcialmente resolvida: 2
Resolvida: 1
Não resolvida: 1
Em acompanhamento: 1
Respondida: 1
Em resolução: 1

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/23/semaforos-em-situacao-ilegal-na-freguesia-do-areeiro/ (sem resposta)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/24/estacionamento-selvagem-no-logradouro-da-escola-luis-de-camoes-parcialmente-resolvido/ (parcialmente resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/30/repavimentacao-da-rua-abade-faria-junto-a-pt-resolvido/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/03/31/pedido-de-revisao-ao-funcionamento-dos-semaforos-da-avenida-do-aeroporto-avenida-afonso-costa-avenida-almirante-de-reis-e-avenida-joao-xxi/ (não resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/03/a-situacao-com-a-sinalizacao-no-bairro-ultrapassou-o-limite-do-aceitavel/ (parcialmente resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/12/fissuras-na-rua-sarmento-beires-junto-a-construcao-do-novo-parque-do-vale-da-montanha/ (em acompanhamento)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/14/avenida-rovisco-pais-pedido-a-camara-municipal-de-lisboa/ (sem resposta)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/11/apelo-a-intervencao-da-cml-psp-e-policia-municipal-no-jardim-da-cgd-rua-do-arco-do-cego-oh-pereira-e-bomba-galp/ (em resolução)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/04/decoracoes-de-natal-na-praca-de-londres-pedido-de-remocao-das-que-estao-instaladas-nos-ramos-dos-freixos/ (respondida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/27/alameda-dom-afonso-henriques-64-protesto/ (sem resposta)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/12/03/pedido-de-correccao-de-passadeira-na-av-gago-coutinho-junto-a-pc-francisco-sa-carneiro-38-7426690-9-1329230/ (em resolução)

 

3 Pedidos ao Governo da República:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/19/pedido-de-reabertura-de-reparticao-de-financas-e-de-reforco-de-policiamento-no-areeiro/ (sem resposta)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/07/20/novo-pedido-de-reforco-de-policiamento-e-meios-para-a-freguesia-do-areeiro/ (respondida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/08/11/os-moradores-do-areeiro-estao-disponiveis-para-ajudar-a-reparar-os-carros-da-psp-que-estao-avariados/ (parcialmente resolvida)

 

2 Pedidos a Partidos Políticos:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/09/29/respostas-das-candidaturas-do-be-cds-ppmptppm-cdu-jpp-pdr-pan-e-ps-o-psd-nao-respondeu-a-freguesia-do-areeiro-as-perguntas-dos-vizinhos-do-areeiro/ (recebidos com uma excepção)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/12/26/cartazes-da-cdu-e-be-e-suas-estruturas-na-alameda-afonso-henriques-lisboa-pedido-a-estes-partidos-e-coligacoes/

 

3 Pedidos de informação à Junta de Freguesia do Areeiro:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/06/25/estacionamentos-e-parquimetros-do-logradouro-da-praca-pasteur/ (recebida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/12/18/parque-canino-do-jardim-fernando-pessa-questoes-a-junta-de-freguesia-do-areeiro/ (por responder)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/12/22/questoes-sobre-funcionamento-da-universidade-senior/ (por responder)

 

1 Pedido de informação ao Filipa de Lencastre:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/17/questoes-sobre-agrupamento-filipa-de-lencastre/ (recusado)

 

2 Sugestões e Reclamações à Sonae (antigo Centro Acqua):

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/07/12/pedido-de-recreio-infantil-interior-no-antigo-centro-acqua-av-roma-apos-obras-da-sonae/ (não respondida)

Ruidos Nocturnos por obras (não respondida)

 

1 Sugestões à CGD:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/09/16/pedido-de-abertura-a-comunidade-do-jardim-da-cgd/ (aguarda resolução)

 

1 Pedidos de informação à CML:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/07/o-supera-antigia-piscina-do-areeiro-esta-a-cumprir-o-contrato-de-concessao-com-a-cml/ (prestada)

 

1 Reclamações à Empark (parques de estacionamento):

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/24/parque-de-estacionamento-da-alameda-explorado-pela-empark-abusos-dos-lugares-de-estacionamento-reservados-para-cidadaos-com-mobilidade-reduzida-parcialmente-resolvida/ (parcialmente resolvida)

 

4 Participações em Consultas Públicas da CML e da Assembleia da República:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/03/28/participacao-colectiva-dos-vizinhos-do-areeiro-a-consulta-publica-da-implementacao-das-zonas-de-estacionamento-e-paragem-de-duracao-limitada-na-freguesia-do-areeiro/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/25/para-uma-nova-geracao-de-politicas-de-habitacao-comentarios-dos-vizinhos-do-areeiro-a-consulta-publica/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/30/os-vizinhos-do-areeiro-estiveram-na-reuniao-entre-o-morar-em-lisboa-que-integramos-e-o-bloco-de-esquerda-sobre-alojamento-local-de-29-11-2017/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/12/04/participacao-colectiva-dos-vizinhos-do-areeiro-na-operacao-de-loteamento-na-sacadura-cabral-e-projecto-em-consulta-publica/

 

5 Petições e Abaixo-Assinados à Assembleia Municipal de Lisboa apoiadas pelos Vizinhos do Areeiro:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/18/emel-aumento-da-validade-do-distico-para-3-anos/ (não resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/01/25/peticao-rua-xavier-cordeiro-pedido-de-reuniao-aos-deputados-da-assembleia-municipal-de-lisboa/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/04/08/peticao-nao-ao-abate-dos-ultimos-freixos-da-av-guerra-junqueiro-e-praca-de-londres/ (resolvida)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/11/peticao-o-filipa-e-de-todos-os-nossos-filhos-tambem-tem-direito-a-estudarem-no-filipa-de-lencastre/ (em resolução)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/04/peticao-pela-municipalizacao-do-bairro-portugal-novo/ (entregue)

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/18/abaixo-assinado-de-moradores-sobre-jardim-dos-cavaleiros-anfiteatro-exterior-da-sede-da-cgd/ (parcialmente resolvida)

 

2 Propostas para o “Lisboaideia”:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/06/vote-na-substituicao-do-monumento-a-sa-carneiro-no-www-lisboaparticipa-pt/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/11/proposta-no-lisboaidea-da-cml-criar-um-banco-de-oculos-usados-municipal/

 

1 Propostas para o Orçamento Participativo de Lisboa:
https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/09/3-projectos-dos-vizinhos-do-areeiro-no-orcamento-participativo-de-lisboa/

 

3 Participações em eventos da Câmara e Assembleia Municipal:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/07/08/4o-forum-da-cidadania/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/10/28/os-vizinhos-do-areeiro-e-a-revisao-da-carta-educativa-de-lisboa/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/12/05/intervencao-na-assembleia-municipal-de-lisboa-no-debate-sobre-seguranca-e-vida-nocturna/

 

1 Elogios Públicos:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/10/elogio-aos-trabalhadores-e-trabalhadoras-da-equipa-de-higiene-urbana-da-junta-de-freguesia-do-areeiro/

 

5 Projectos “Vizinhos do Areeiro”:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/05/01/adopte-uma-arvore-no-areeiro/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/09/23/mapa-dos-devolutos-possiveis-no-areeiro-lisboa/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/01/inquerito-anonimo-ao-estacionamento-no-areeiro/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/14/inseguranca-no-areeiro/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/15/varandas-e-beirais-em-risco-de-queda-no-areeiro/

 

2 Prémios e Distinções “Vizinhos do Areeiro”:

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/02/02/premio-melhor-entrada-vestibulo-do-areeiro/

https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/08/18/a-vencedora-do-a-melhor-esplanada-do-areeiro-e-a-esplanada-do-jardim-fernando-pessa/

 

Ver o Balanço Julho-Dezembro de 2016:
https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2016/12/30/breve-balanco-julho-dezembro-2016-da-actividade-dos-vizinhos-do-areeiro

“Consumo de álcool na rua e ajuntamentos estão a irritar vizinhança no Arco do Cego” [O Corvo]

Atraídos pelo preço baixo da cerveja da casa de pasto “Oh Pereira”, os aglomerados de jovens são cada vez maiores, na Rua do Arco do Cego e no jardim contíguo à sede da Caixa Geral de Depósitos. Há gente a beber na rua de copo na mão, mas também de garrafas de litro em punho, compradas na loja do posto de combustível mesmo ao lado. Chegam a ser centenas a conviver naquela zona. Lixo, barulho, corridas e acrobacias de motos tornaram-se uma realidade corriqueira, a perturbar o até há pouco tempo recatado Bairro do Arco do Cego. Um abaixo assinado dos moradores pede medidas às autoridades, entre as quais a imposição de uma restrição horária. Os gerentes dos dois estabelecimentos alijam-se de responsabilidades e sugerem que se vigie melhor a actividade do vizinho do lado. A casa de pasto, entretanto, terá já acordado com a Câmara de Lisboa passar a fechar às 23h.

Texto: Samuel Alemão

Barulho até horas tardias, mau ambiente, corridas de motos, copos de plástico espalhados pelo chão e urina em todo os recantos. O cenário, que se vai repetindo – se bem que com variantes – um pouco por todos os sítios da cidade de Lisboa onde ocorra diversão nocturna ou convívio de jovens, está longe de ser apelativo e quem tem de o suportar quase diariamente pede medidas urgentes às autoridades. No caso, os residentes do Bairro do Arco do Cego sentem-se acossados pelas consequências dos frequentes ajuntamentos de convivas no Jardim dos Cavaleiros, no anfiteatro exterior do edifício-sede da Caixa Geral de Depósitos (CGD).

Os preços apelativos da cerveja vendidas por dois estabelecimentos situados do outro lado da rua, uma casa de pasto e uma gasolineira, serão o chamariz. Associação de Moradores das Avenidas Novas e o presidente da Junta de Freguesia do Areeiro dizem que o problema só se resolve com a proibição da venda de álcool na rua. Mas os responsáveis por ambos os espaços comerciais, ouvidos por O Corvo, recusam a assunção de culpas pelo cenário criado, garantindo cumprir todas as regras. “Não podemos ir atrás das pessoas ou ensinar-lhes regras de civismo. Isso é um problema da sociedade”, afirma um deles.

“Aquilo funciona como um pólo que atrai malta que, de copo na mão, anda por ali e vai para dentro do bairro do Arco do Cego. Há corridas de motas, alguns a fazerem cavalinhos. É natural que as pessoas fiquem chateadas”, diz a O Corvo o presidente da associação de moradores, José Toga Soares, lembrando que os protestos dos residentes já haviam levado ao encerramento do estabelecimento comercial em questão – a casa de pasto “Oh Pereira” –, há cerca de dois anos. As queixas eram as mesmas de agora. A loja reabriu, entretanto, com nova gerência.

E embora José Soares até admita que os seus donos da casa de pasto “até têm um pouco de consciência dos níveis de ruído permitidos”, o incómodo voltou a ser de tal dimensão que levou os moradores – liderados por elementos dos grupos cívicos Vizinhos do Areeiro e Vizinhos das Avenidas Novas – a entregarem uma petição à Assembleia Municipal de Lisboa (AML), solicitando a tomada de providências. Mas também o pedem medidas à Polícia Municipal, à Caixa Geral de Depósitos, aos dois estabelecimentos em causa e ainda aos conselhos directivos do Instituto Superior Técnico e da Escola Filipa de Lencastre. Afinal, serão alunos seus os que mais contribuirão para as aglomerações.

“Já recebemos diversas queixas e até já expusemos o caso na Assembleia Municipal de Lisboa. É uma situação que resulta do facto de as pessoas poderem beber na rua. Todos, enquanto jovens, gostávamos de nos divertir e beber uns copos, mas estas situações, cada vez mais recorrentes, são inadmissíveis”, diz a O Corvo o presidente da Junta de Freguesia do Areeiro, Fernando Braancamp Freire (PSD), descrevendo um cenário de frequente perturbação do sossego de quem ali vive.

“É extremamente desagradável. As pessoas que para ali vão, além do ruído que causam, sujam o espaço público. Vão urinar para os cantos, devido ao consumo da cerveja. E não imaginam a quantidade de copos de plástico que temos que apanhar do chão naquela zona, são às centenas”, queixa-se o autarca, que tem de lidar com um problema gerado na freguesia vizinha, a das Avenidas Novas, uma vez que é lá, do outro lado da Rua do Arco do Cego, que se vende a cerveja.

O autarca reconhece que o problema se põe de forma inversa junto ao Jardim do Arco do Cego, uma vez que, nesse caso, existe na Rua Dona Filipa de Vilhena um outro estabelecimento com preços de cerveja muito baixos – resultando na venda de bebidas em copos de plástico na freguesia do Areeiro que vão sujar o espaço público da freguesia das Avenidas Novas.

Por causa desta situações, Fernando Braancamp Freire propôs à Câmara Municipal de Lisboa uma redução de ambos os comércios, “para que não aconteça aquilo que tem vindo suceder, que é fazer-se do espaço público o prolongamento dos estabelecimentos”. Mas a situação apenas mudará a sério, defende o presidente da junta, quando se proceder a uma alteração legislativa. “Isto nasce do facto de a lei permitir que as pessoas bebam na rua. Enquanto cidadão, acho que a única forma de resolver o problema será a mudança da lei para o proibir. Não faz sentido continuarmos como estamos”, diz.

Uma opinião partilhada por José Toga Soares, presidente da Associação de Moradores das Avenidas Novas. “Não podemos permitir que as pessoas andem com um copo ou uma garrafa na mão, a consumir álcool, a importunar os outros, como se fosse uma coisa natural. De facto, podemos reconhecer que nem toda a gente se comporta assim, e ninguém quer pôr em causa o direito à diversão. Mas, no limite, está em causa ao bem-estar, devido a um punhado de pessoas que põe em causa o bem estar dos outros”, afirma o dirigente associativo.

José Soares apela ainda a que se olhe para a forma como em Espanha se lidou com o consumo de bebidas alcoólicas na rua por grandes grupos, conhecido por “botellón”. Fenómeno que as autoridades conseguiram erradicar quase por completo. “Não é preciso inventar muito. Basta ver como outros países lidam com isto”, preconiza, embora reconheça o “esforço que a Câmara de Lisboa tem feito para suster o problema”. “Mas não chega, é preciso fazer mais”, diz.

No abaixo-assinado entregue à AML, os residentes do Bairro do Arco do Cego pedem aos estabelecimentos Oh Pereira e ao posto de combustíveis da Galp, situados quase paredes-meias, que adoptem um conjunto de práticas tendentes a melhorar a vivência na zona: colocação de contentores; preocupação com limpeza do espaço exterior; colaboração na recolha de copos e garrafas depositados no jardim; colocação de avisos apelando ao comportamento cívicos dos clientes; ou ainda a oferta de uma bebida por cada dez copos de plástico entregues ao balcão.

Mas também solicitam à CML que “avalie a venda de álcool para o exterior a partir de determinada hora nesses dois estabelecimentos” e que avalie a instalação de videovigilância no local. Às autoridades policiais é solicitado o reforço das rondas “por forma a dissuadir e impedir as concentrações/corridas e exibições de acrobacias de moto” que ali se realizarão com regularidade.

O reforço da vigilância por parte das autoridades é, aliás, a principal exigência de Tiago Pereira, o gerente do “Oh Pereira”. “Uma coisa que acabava com isto de vez era o reforço do policiamento. Se eles passassem aqui mais vezes, estes problemas não se colocavam. Também não gosto de ver essas corridas e acrobacias de motas nesta zona”, diz o empresário a O Corvo, lamentando estar a ser responsabilizado por uma situação em relação à qual, garante, não tem controlo. “Temos sido visitados pela Polícia Municipal e temos sempre tudo em ordem, cumprimos com todos os requisitos. Fazemos questão de apanhar os copos de plástico que ficam no chão e de limpar o espaço público em redor da nossa casa”, garante.

O responsável por estabelecimento, que reabriu, há cerca de ano e meio, com um conceito algo diferente – mas que mantém no baixo preço da cerveja (a imperial custa 60 cêntimos até às 21h, depois disso sobre para um euro) um atractivo maior -, queixa-se da existência de dualidade de critérios em relação à vizinha loja de conveniência da Galp. “Estamos proibidos de vender garrafas de vidro, mas aqui ao lado isso não acontece. A Câmara de Lisboa tem sido forte com os fracos, como nós, e fraca com os fortes”, diz, referindo-se ao posto da Galp. Mas tal duplicidade de avaliação estender-se-á também à forma como o grupo de cidadãos que apresentou a petição olha para a realidade: “Acho que exageram manifestamente. Se virem uma saco do McDonald’s no chão, acham que a culpa é do cliente, mas se virem copos de plástico aqui na zona a culpa já é nossa”.

Tiago Pereira reconhece que muita da sua clientela é constituída por jovens, mas desmente que os mesmos sejam, na sua maioria, alunos do Instituto Superior Técnico ou da Escola Dona Filipa de Lencastre. “São jovens, sim, mas a maior parte, se calhar, até são consultores das empresas que fazem outsourcing aqui na Caixa Geral de Depósitos. E muitos outros vêm aqui porque estão apenas à espera que o Jardim do Arco do Cego, que esteve em obras, reabra”, justifica, depois de assegurar que, além de comprarem no seu estabelecimento e na gasolineira ao lado, muitos clientes abastecer-se-ão de bebidas alcoólicas “nas lojas dos indianos”. Em todo o caso, muitas das razões de queixa dos moradores a propósito do desassossego nocturno serão, em breve, mitigadas, pois o Oh Pereira passará a encerrar uma hora mais cedo, às 23h.

Será apenas 45 minutos antes do horário de fecho do posto da Galp. Loja cujo o gerente se diz de consciência tranquila em relação às queixas dos moradores das redondezas – das quais disse a O Corvo ser desconhecedor. “Atendemos todo o tipo de gente. Vendemos, sobretudo, garrafas de cerveja de um litro, às quais se costuma chamar ‘litrosa’, como também tabaco e servimos de sanitários para muita gente. Não temos é aqui 500 pessoas à porta, como acontece aqui ao lado”, afirma Adão Graça, responsável pela administração do posto de vende e combustíveis e loja de conveniência associada.“Não podemos ir atrás das pessoas ou ensinar-lhes regras de civismo. Isso é um problema da sociedade”, diz, ainda. Assegurando que zela pela limpeza do espaço exterior junto ao estabelecimento, não deixa, porém, de fazer um reparo: “Garrafas no chão vêem-se muito poucas, agora copos de plástico é que há sempre muitos”.

* Nota de redacção: texto actualizado às 16h51, de 28 de dezembro, clarificando papel desempenhado pelos grupos Vizinhos do Areeiro e Vizinhos das Avenidas Novas.”

http://ocorvo.pt/consumo-de-alcool-na-rua-e-ajuntamentos-estao-a-irritar-vizinhanca-no-arco-do-cego/

Segmentos da Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017

Screen Shot 03-22-17 at 12.49 PM

“O Sr. Presidente do Executivo informou que, desde final do ano passado, a Câmara solicitou informação sobre obras consideradas urgentes na Freguesia. Tendo havido demora na aprovação, o Executivo, com a palavra do presidente da Câmara, avançou com as obras, constando no protocolo os valores gastos efetivamente nas mesmas” (…) “Manuel Camarinha (PS) felicitou o Executivo pela iniciativa e determinação em avançar com as obras, mostrando confiança na relação institucional”

Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Ata%2022_13setembro2017.pdf

“O Sr. Presidente do Executivo afirmou que o que se deve sobrepor são as relações institucionais corretas, quer da parte da Câmara, quer da parte da Junta, de modo a que se procure o melhor para a Freguesia. No caso do Casal Vistoso, também lhe disseram para avançar que a Câmara depois pagava; depois da obra concluída, a EDP, que no início foi questionada, decidiu substituir toda a cablagem de alimentação dos candeeiros e estão a abrir as valas.”

Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Ata%2022_13setembro2017.pdf

“A escada do Jardim Tristão da Silva que dá para a R. de Olivença estava uma lástima, tendo sido uma proposta da Junta. A obra da escadaria da R. Augusto Machado ainda não foi adjudicada, tratando-se de um valor muito mais elevado”

Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Ata%2022_13setembro2017.pdf

“A Sra. Presidente da Assembleia perguntou em que consistia a obra da zona expetante da Rotunda das Olaias” (…) “O Sr. Presidente do Executivo informou que já estava pronta e que se tratava da zona em que se situam os veículos de sucata apreendidos pela polícia; entravam a meio da rotunda para esse parque. O passeio foi arranjado, a zona foi vedada e os veículos já não entram por ali mas, sim, junto aos táxis”

Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Ata%2022_13setembro2017.pdf

Lixo (garrafas e copos de plástico) no Jardim dos Cavaleiros (CGD: Bairro do Arco do Cego): Desenvolvimentos

20171118_183914

Alguns comentários e correcções ao Artigo “Consumo de álcool na rua e ajuntamentos estão a irritar vizinhança no Arco do Cego” de Samuel Alemão, no “O Corvo”
1. É de saudar a reportagem que vem chamar a atenção para um problema que, devido à insalubridade e ruído que provoca quase todos os dias nos prédios contíguos das freguesias das Avenidas Novas, merece maior destaque do que aquele que tem recebido da comunicação social.
2. O texto do Abaixo-Assinado (que pode ser lido em https://vizinhosdoareeiro.wordpress.com/2017/11/18/abaixo-assinado-de-moradores-sobre-jardim-dos-cavaleiros-anfiteatro-exterior-da-sede-da-cgd/ foi redigido por moradores dos colectivos Vizinhos das Avenidas Novas e Vizinhos do Areeiro.
3. Na recolha de assinaturas, realizada porta-a-porta, participaram elementos destes dois colectivos de moradores e apenas destes.
4. Um destes moradores entregou, na Sessão da AML sobre Segurança e Ruído, no passado dia 5 de Dezembro, em mãos à Presidente da AML Helena Roseta este abaixo-assinado.
5. Em consequência ao Abaixo-Assinado a CGD já reforçou muito a limpeza regular do Jardim dos Cavaleiros.
6. O fecho do Oh Pereira às 23:00 (por confirmar) resulta, também, da iniciativa destes dois colectivos de Vizinhos não da iniciativa do proprietário.
7. Ao contrário do que se diz não foram “os protestos de moradores” que levaram há 2 anos ao encerramento, mas problemas de outro foro com o anterior proprietário.
8. Ao contrário do que é citado não vislumbramos “consciência com os níveis de ruído” por parte do proprietário, muito pelo contrário, conforme comprovámos falando com vários moradores dos prédios em redor durante a recolha de assinaturas para o Abaixo-Assinado.
9. Discordamos da afirmação do Presidente da Junta de Freguesia do Areeiro “Todos, enquanto jovens, gostávamos de nos divertir e beber uns copos”: nem todos os fizemos nem fazemos, nem essa é, aliás, a raíz do problema mas os comportamentos pouco civícos que decorrem dessa actividade na via púbica.
10. Saudamos o pedido feito pela Junta à CML: “Fernando Braancamp Freire propôs à Câmara Municipal de Lisboa uma redução de ambos os comércios, “para que não aconteça aquilo que tem vindo suceder, que é fazer-se do espaço público o prolongamento dos estabelecimentos”.
11. Quando o gerente do Oh Pereira garante que “Fazemos questão de apanhar os copos de plástico que ficam no chão e de limpar o espaço público em redor da nossa casa” garante mal… Basta passar pelo Jardim dos Cavaleios (CGD) para ver, pela quantidade de copos de plástico (que nos arredores apenas este estabelecimento disponibiliza), que não é isso que acontece.

12. Diz ainda o gerente, sem direito de resposta, que os colectivos de moradores das Avenidas Novas e Areeiro tiveram “duplicidade de avaliação estender-se-á também à forma como o grupo de cidadãos que apresentou a petição olha para a realidade: “Acho que exageram manifestamente. Se virem uma saco do McDonald’s no chão, acham que a culpa é do cliente, mas se virem copos de plástico aqui na zona a culpa já é nossa”. Os copos de plástico não são da GALP. As garrafas de vidro, são. O Abaixo-Assinado (que o gerente leu) menciona as duas entidades, par a par, sem excluir nenhuma. Mas deixa claro quem fornece os copos de plástico que, todas as noites são abandonados no chão e no jardim às centenas: o Oh Pereira. Este mesmo gerente não responde nem comenta nenhuma das propostas construtivas que os moradores deixaram. O que é de destacar.

Nota:
Esta foi uma iniciativa conjunta dos
https://www.facebook.com/groups/vizinhos.das.avenidas.novas/
e dos
https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.do.Areeiro/

Em suma e para já:
1. A CGD está a limpar com maior frequência o jardim
2. O Oh Pereira vai fechar às 23:00
3. O abaixo-assinado baixou a uma comissão da Assembleia Municipal de Lisboa:
http://www.am-lisboa.pt/401500/1/008489,000383/index.htm

Actualização de 04.01.2018
Informação deixada pelo Oh Pereira na Página dos “Vizinhos do Areeiro”:
“Tiago Pereira Como gerente do Oh Pereira tenho a responder o seguinte.

Sobre o ponto 6.
Vamos encerrar as 23h de segunda a quinta.
Sexta, sábado e vésperas de feriado vamos continuar a encerrar as 24h.
Esta situação foi acordada entre nós e a CML através do assessor do senhor Duarte Cordeiro. Até agora, a única pessoa que veio até nós.”

Actualização de 15.01.2018
PARTICIPAÇÃO DO CIDADÃO

Petição 18/2017 – “Jardim dos Cavaleiros (Anfiteatro Exterior da sede da CGD”
06-12-2017

Entrada: 6 de Dezembro de 2017
Subscritores: 65 peticionários
Promotor: Moradores do Areeiro e Avenida Novas
Encaminhamento: baixou à 8ªCP com prazo de parecer até ao final de Janeiro”

 

Conselhos da PSP para a época natalícia

Screen Shot 08-18-17 at 01.27 PM

se é comerciante evite acumular grandes quantias na caixa retirando o dinheiro várias vezes ao dia para um local seguro

evite deixar as suas compras à vista no interior da sua viatura

não traga na carteira grandes somas e reparta o dinheiro por vários bolsos

quando se ausentar da sua residência verifique e feche bem as portas e janelas. Se o seu prédio está em obras e estão instalados andaimes então redobre esses cuidados.

Se for de férias e se ausentar da sua residência informe o seu vizinhos ou outra pessoa da sua confiança e peça-lhe que abra regularmente as peruanas e cortinas durante o dia e que ligue a iluminação interior à noite.

Não divulgue a estranhos que vai de férias e não deixe acumular a correspondência na sua caixa de correio pedindo a alguém que a vá recolher

guarde em lugar seguro as jóias, dinheiro e objectos de arte e os seus números de série

a instalacão de um alarme contra instrusao pode aumentar a sua segurança. Se o instalar informe a esquadra da PSP

não divulgue nas redes sociais nem publique fotografias que denunciam que se encontra fora de casa

quando atender o telefone não facilite dados pessoais e nunca diga que está sozinho em casa

na caixa Unibanco habitue-se a fazer os levantamentos durante o dia e em caixas automáticas em locais movimentados.

Cartazes da CDU e BE e suas estruturas na Alameda Afonso Henriques (Lisboa): pedido a estes partidos e coligações (Actualizada)

Screen Shot 12-26-17 at 01.06 PM
Os subscritores desta mensagem apelam ao PCP e ao Bloco de Esquerda que desloquem os dois grandes cartazes que instalaram na Alameda Afonso Henriques (e que estão actualmente em aparente abandono) e que colidem, em nossa opinião, com a deliberação da Comissão Nacional de Eleições que indica que não devem ser colocados cartazes em locais que prejudiquem “a beleza ou o enquadramento de monumentos nacionais, de edifícios de interesse público ou outros susceptíveis de ser classificados pelas entidades públicas.
http://www.cne.pt/sites/default/files/dl/apoio_alram2011_caderno_propaganda.pdf 


Subscrevem:

Rui Martins
Jorge Oliveira
Cláudia Casquilho
Elvina Maria Reis Rosa
Anabela Nunes
Rogério Martins
Nuno Miguel Cabeçadas
Elsa Felizardo
Filipa Ramalho Rickens
Mira de Lacerda
José João Leiria-Ralha
Luisa Castro Correia
Teresa Raposo
João J Martins
Mariana Bettencourt
Pedro Pinto
Fernanda Maria Gouveia
Isabel Tomas Rodrigo
Francisco Lopes da Fonseca
Ana Costa
Emilio Santos Pinto
Paulo Fonseca
Leonilde Ferreira Viegas
Ana Miguel
Teresa Sotto Mayor Carvalho
Helena Martins
Dulce Amaral
Alexandra Maia Mendonça
Mafalda Toscano Rico
Ilda Cruz
Zélia Pereira
Lezíria Couchinho
Ana Martins da Cruz
Maria João Oliveira
Carlos Matias
Fernando Magalhães
Ana Judite Peres
Sampedro Ana Paula
Susana Martins
Maria Lurdes Oliveira
Clara Melo
Carla Caló
António Sequeira
Margarida Soares
Ruy Redin
Paula Cristina Santos
Carlos Pinto

Inês Pintado Maury

Actualização de 13.11.2018:
Bem sei que, à luz do CPA, os partidos políticos não estão obrigados a responder aos cidadãos nem mesmo quando estes se juntam e organizam um pedido colectivo.

Apesar disso registamos com estranheza a ausência de qualquer resposta a esta mensagem e, até, a renovação dos cartazes nestas estruturas da Alameda.
Nota:

Apesar disto registamos com agrado a disponibilidade do PCP em deslocar o cartaz que se encontrava na Avenida de Roma (cruzamento com a Óscar Monteiro Torres) por forma a não continuar a impedir a visão do trânsito aos peões que atravessam nessa passadeira.”

Actualização de 18.01.2018:
Resposta do PCP (que agradecemos)

O Partido Comunista Português acusa a recepção da vossa mensagem relativa à propaganda política existente na Alameda Dom Afonso Henriques e sobre teor da mesma cumpre informar:

  1. – Como salienta na sua mensagem é princípio do PCP responder e contactar com a população, essa é aliás uma das muitas características que o distingue de outros partidos políticos, uma política para as pessoas com as pessoas;
  2. – O Outdoor do PCP foi derrubado pelo vento e a sua mensagem de propaganda politica arrancada, pelo que o PCP assim que se apercebeu do sucedido renovou o mesmo com propaganda política actual, encontrando-se o mesmo neste momento a cumprir a sua função constitucionalmente consagrada;

Mais,

  1. O PCP conhece as normas constitucionais, deliberações da CNE e demais legislação aplicável as quais cumpre escrupulosamente;

Assim,

  1. Por outro lado o PCP no âmbito da sua actividade politica não pode admitir quaisquer restrições abusivas à mesma, pelo que aproveita para os enquadrar no conceito de propaganda politica e no seu quadro legal:

A Lei fundamental do país (Constituição da República Portuguesa) estabeleceu diversas normas no sentido de garantir o acesso à actividade política, não permitindo discriminações ou quaisquer impedimentos que a restrinjam.

Direitos que foram desde logo consagrados no capítulo das liberdades e garantias, sendo por isso, regras de aplicação directa nos termos do art.º 18º deste mesmo diploma, não carecendo a sua aplicabilidade de diploma legislativo que lhes dêem conteúdo.

Estabelece a Constituição da República Portuguesa:

“Artigo 37.º

(Liberdade de expressão e informação)

  1. Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações.
  2. O exercício destes direitos não pode ser impedido ou limitado por qualquer tipo ou forma de censura.
  3. As infracções cometidas no exercício destes direitos ficam submetidas aos princípios gerais de direito criminal ou do ilícito de mera ordenação social, sendo a sua apreciação respectivamente da competência dos tribunais judiciais ou de entidade administrativa independente, nos termos da lei.

4 (..)”

Termos em que se esclarece:

Que se considera devido ao afastamento do Monumento Nacional em causa, a Fonte Luminosa, a propaganda colocada não afecta a sua beleza e enquadramento;

O painel em causa não representa qualquer género de ilícito mas sim consubstancia a liberdade de expressão política democrática, princípio transversal a todo o estado de direito democrático e por isso inalienável.

Pelo que só nos resta reiterar a liberdade de expressão democrática e desde já informar que estaremos sempre disponíveis para o diálogo com a população, sendo certo que não podemos abdicar do direito constitucional de fazer passar a nossa mensagem política.”

Actualização de 01.02.2018 (Resposta do BE)
“No passado mês de Janeiro, devido a fortes temporais, algumas das nossas estruturas de propaganda no formato outdoor ficaram danificadas. Apesar dos esforços para que a sua reparação ocorresse com a maior urgência, só na passada semana ficou reparado o outdoor em questão.
A propaganda politica é importantíssima para a nossa atividade. Sempre que é instalado um painel, é cuidadosamente analisada a sua localização tendo em conta o artigo 4º da lei de publicidade e propaganda (Lei 97/88). Posterior a essa análise, é comunicado ao respetivo Município, sem obrigação mas por cortesia, a intenção dessa colocação. No caso do painel da Alameda, não fomos contactadas pela Câmara Municipal de Lisboa, pelo que o painel se mantém há alguns anos.
Entendendo que esta forma de divulgação pode gerar ocasionais descontentamentos – e pretendemos salientar que tomamos nota, agora, do pedido que nos fazem chegar – porém, é a forma mais eficaz que temos de passar mensagem politica, aplicável a todos os partidos, dentro ou fora de campanha.
Quando no futuro surgir uma reestruturação das nossas localizações em Lisboa, teremos certamente em conta o pedido infra.
Pelo período em que o painel esteve danificado, apresentamos as nossas desculpas.
Ao dispor para qualquer esclarecimento adicional.”

Questões sobre funcionamento da Universidade Senior [Respondidas]

Screen Shot 03-22-17 at 12.49 PM

A Junta de Freguesia lista todos os anos no orçamento uma verba (em 2017 de 65 mil euros) em “despesas” para a Universidade Sénior como se pode ler na p. 11 do http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Opções%20do%20Plano%20e%20Orçamento%202017%281%29.pdf.
Contudo consta que não remunera os professores mas cobra 100 euros em propinas aos moradores e 180 a “não moradores”: http://www.jf-areeiro.pt/pt/universidade-senior-2
Assim sendo e tendo em conta que segundo o orçamento (p. 2) a receita anual em propinas é de 50 mil euros.
Os subscritores gostariam de saber:
1. Se se confirma que os professores não são remunerados. Se não: porque razão e se isso não colide com o art 23 da Declaração Universal dos Direitos Humanos?
2. Se não há despesas, ano após ano, porque são inscritas verbas, ano após ano, no orçamento?
3. Se há rendimento (propinas) mas não há despesas qual é o lucro anual que a Junta retira do funcionamento desta Universidade Senior?
4. Se não havendo lucro nesta actividade as verbas recolhidas em propinas são transferidas para outra rubrica do orçamento e, se sim, para qual?
5. Se a autarquia indica na sua revista ter 200 utentes e se todos pagam 100 euros anuais isso significa que a Junta recolhe aqui 20 mil euros e, assim sendo, quanta desta verba é canalizada (se alguma o é) para remunerações a professores?
6. Qual é o plano curricular das disciplinas e porque não estão estes acessíveis online?
 
Subscrevem:
Rui Martins
Nuno Dinis Cortiços
Cláudia Casquilho
Madalena Matambo Natividade
Anabela Nunes
Paula Borges
Rogério Martins Nuno
Miguel Cabeçadas
Isabel Potier
Elsa Felizardo
Filipa Ramalho
Rickens Luis Seguro
Ana Bravo
Mira de Lacerda
Raquel Leite
Teresa Raposo
Isabel Tomas Rodrigo
Mariana Bettencourt
Fernando M Couto
Francisco Lopes da Fonseca
Mary Millicent
Ana Paula Araujo Teresa Ferreira
Luisa Teresa Maria
Helena Simões Belicha Geraldes
Ana Benavente
Maria Saraiva
Maria Lurdes Oliveira
Ilda Cruz
Abel Seixas
Amelia Sousa Nunes
Zélia Pereira
Maria Fernanda Ribeiro Lopes
Ana Martins da Cruz
Lurdes Farrusco
Walter Perdigão
Ricardo Silva
Jorge Azevedo Correia
Filipa Ramos
João Ribafeita
Susana Castanheira
Maria Luisa Ferreira
Francisco Ramos
Luis Fonseca
Eduardo Pessoa Santos
Carla Caló
Bárbara d’Azevedo
Miguel Felner
Paula Gonçalo Mil-Homens
Pedreira Sofia Pimentel
Nuno Matela
Isabel Primoroso
João Silva
Teresa Silva
Actualização de 20.04.2018: Resposta da JFA
A Junta de Freguesia lista todos os anos no orçamento uma verba (em 2017 de 65 mil euros) em “despesas” para a Universidade Sénior como se pode ler na p. 11 do http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Opções%20do%20Plano%20e%20Orçamento%202017%281%29.pdf

Contudo consta que não remunera os professores mas cobra 100 euros em propinas aos moradores e 180 a “não moradores”: http://www.jf-areeiro.pt/pt/universidade-senior-2 
Assim sendo e tendo em conta que segundo o orçamento (p. 2) a receita anual em propinas é de 50 mil euros.
Os subscritores gostariam de saber:

  1. Se se confirma que os professores não são remunerados. Se não: porque razão e se isso não colide com o art 23 da Declaração Universal dos Direitos Humanos?
    – Não se confirma que os professores da Universidade Sénior não são remunerados. Na totalidade dos atuais 25 professores da Universidade Sénior do Areeiro existem no presente ano lectivo 10 professores remunerados e 15 professores voluntários. Os professores voluntários exercem a sua função neste regime por vontade própria, porque entenderam contactar a Junta de Freguesia a propor os seus serviços em regime de voluntariado.

O exercício do voluntariado não colide com o art. 23 da Declaração Universal dos Direitos Humanos, uma vez que é exercido de livre vontade e que tem enquadramento legal, na Lei 71/98 de 3 de Novembro – Lei Bases de enquadramento jurídico do voluntariado, que no seu Artigo 5º refere como princípio geral que “O Estado reconhece o valor social do voluntariado como expressão do exercício livre de uma cidadania activa e solidária e promove e garante a sua autonomia e pluralismo.” O Decreto-Lei n.º 389/99 de 30 de Setembro reafirma ainda mais a tónica da cidadania e liberdade afirmando que “O voluntariado é uma actividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária para com o próximo, participando, de forma livre e organizada, na solução dos problemas que afectam a sociedade em geral.”

  1. Se não há despesas, ano após ano, porque são inscritas verbas, ano após ano, no orçamento?
    – Tal como explicado na resposta anterior, existem despesas, tanto com a remuneração de professores, como com materiais consumíveis e aluguer do auditório onde se realizam as aulas da Universidade Sénior.
  2. Se há rendimento (propinas) mas não há despesas qual é o lucro anual que a Junta retira do funcionamento desta Universidade Sénior?
    – Tal como explicado anteriormente, há despesa tanto com a remuneração de professores, como com materiais consumíveis e aluguer do auditório onde se realizam as aulas da Universidade Sénior. A Junta de Freguesia não retira lucro do funcionamento da Universidade Sénior.
  3. Se não havendo lucro nesta actividade as verbas recolhidas em propinas são transferidas para outra rubrica do orçamento e, se sim, para qual?
    – As verbas recebidas em propinas não transitam para nenhuma rubrica, são executadas nas despesas já referidas para o funcionamento da Universidade Sénior.
  4. Se a autarquia indica na sua revista ter 200 utentes e se todos pagam 100 euros anuais isso significa que a Junta recolhe aqui 20 mil euros e, assim sendo, quanta desta verba é canalizada (se alguma o é) para remunerações a professores?
    – A totalidade da verba das propinas recebidas é canalizada para as despesas de funcionamento da Universidade Sénior.
  5. Qual é o plano curricular das disciplinas e porque não estão estes acessíveis online?
    – O plano curricular das disciplinas é apresentado aos interessados em efectuar inscrição na Universidade. O mesmo já se encontra disponível online para consulta.”

Parque Canino do Jardim Fernando Pessa: Questões à Junta de Freguesia do Areeiro

Parque Canino do Jardim Fernando Pessa - o relvado está em péssimas soluções

Questões colocadas por moradores:

1. Quanto custou (exactamente) toda a obra? (“10.000 euros” é algo impreciso)
2. Além da empresa que construiu o Parque quem mais concorreu ao “ajuste directo”?Qual a entidade com credencias sobre a matéria foi consultada??? Quantos cães estimam que pode o parque abranger ao mesmo tempo?
3. Quanto mais se estima gastar para terminar esta obra? (assumindo que está inacabada)
4. Quando acaba a obra (e a sua garantia?)?
5. Quando serão colocados os avisos e o placard com regras de acesso?
6. Há planos para corrigir o piso? A iluminação no Parque Canino será reforçada?

Enviadas a 18.12.2017 ao Executivo com CC de todas as forças políticas com representação na Assembleia de Freguesia do Areeiro

Estacionamento depois do empreendimento a construir no terreno na Av Sacadura Cabral

24993323_10156198853824050_6363207827623010730_n
Parque de Estacionamento cheio em dezembro (é aqui que vai ser construído o novo empreendimento) – Fotografia de Jorge Oliveira

O futuro empreendimento que irá ser construído no lote de terreno entre a Av Sacadura Cabral e a linha férrea irá retirar do local um parque de estacionamento muito utilizado sendo criados, em compensação, apenas 96 novos lugares e 62 subterrâneos. Ora, apesar de o futuro empreendimento prever um parque subterrâneo com capacidade para os residentes, na prática, estes no dia a dia irão previsivelmente utilizar o estacionamento à superfície, sobrelotando ainda mais os arruamentos do bairro. Como se pode ver na foto, o parque fica lotado com cerca de 200 viaturas durante o dia.
O que tem a autarquia a comentar sobre esta situação?

Subscrevem

Rui Martins
Jorge Oliveira
Cláudia Casquilho
Elvina Maria Reis Rosa
Madalena Matambo Natividade
Anabela Nunes
Nuno Miguel Cabeçadas
Rogério Martins
Elsa Felizardo
Luis Seguro
Teresa Raposo
Luisa Castro Correia
Pedro Pinto
Pedro Gomez
Francisco Lopes da Fonseca
Fernanda Levy
Ana Monteiro
Teresa Ferreira
Ana Benavente
Mafalda Toscano Rico
Cristina Azambuja
Teresa Sarmento
Elisabete Carvalho
Ilda Cruz
Jaime Amores
Maria Berto
Manuel Poças
Pedro Almeida
Lezíria Couchinho
Teresa Clara Durão
Susana Santos
João Ribafeita
Maria Martins da Silva
Paulo Silva
João Miguel Gaspar
Joana Duarte
Maria Luisa Ferreira
Eduardo Pessoa Santos
Luisa Almeida
Pedro Correia
Maria Anabela Melo Egídio
Sérgio Manha
Carla Caló
Fernando Mora de Oliveira
Filomena Figueiredo
João Baguecho
Isabel Primoroso
Júlio Reis Silva
Leonel Soares
João Pedro Cegonho
Maria João Rico
Tomás Da Mata Nogueira
Gonçalo Magalhães Carvalho
Filipa Magalhães Carvalho
Fátima Sá

https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.do.Areeiro/permalink/1856505441328921/

pelos “Vizinhos do Areeiro”