Sugestão à Junta de Freguesia do Areeiro: “Cine Materno”

Em Madrid há uma sala de cinema num centro comercial que faz sessões de cinema de bebes de colo. Esta iniciativa existe também no Brasil com o nome de “Cine Materna” (https://www.cinematerna.org.br):
Ou seja para pais com bebes de colo com todo o tipo de filmes com o som e luz reduzidos. Visa fazer as mães e os pais saírem de casa e aumentar a sua sociabilidade com outras mães da sua comunidade.
A nossa Junta de Freguesia poderia organizar, com quem já tem, actualmente, uma parceria (Cinepop) algo de semelhante.

Subscrevem:
Rui Pedro Martins
Jorge Oliveira
Rodolfo Franco
Nuno Dinis Cortiços
Cláudia Casquilho
Elvina Maria Reis Rosa
Luis Seguro
Ana Benavente
Isabel Tomas Rodrigo
Ana Costa
Zélia Brito
Teresa Raposo
Catarina Garrau
Carla Caló
Pedro Pinto
Ana Sampedro
Margarida Seguro
Catarina Rebelo
Manuela Viegas
Fernando Anjos
Catarina Alexandra
Ilda Cruz
Antónia Gomes
Ana Alexandra
Cristina Milagre
Lezíria Couchinho
Márcia Salgueiro
Beatriz Granja
Catarina Coelho
Zelinda Marouço
Ana Amaro Fernandes
Maria João Seguro
Patricia Saldanha da Gama
Mafalda Teixeira
Marta Quartin Santos
Ines Domingos

 

Resposta da Junta:
Confirmamos a receção da sugestão, que agradecemos. Estamos a reformular o projeto de projeção de sessões de cinema ao ar livre e analisá-la-emos.”

Os Vizinhos do Areeiro foram convidados pela Rede de Cidadania de Oeiras a partilhar a sua experiência no seminário intitulado “A Democracia e a Participação dos Cidadãos

Os Vizinhos do Areeiro foram convidados pela Rede de Cidadania de Oeiras a partilhar a sua experiência no seminário intitulado “A Democracia e a Participação dos Cidadãos”, na Biblioteca Municipal de Oeiras. A minha intervenção ocorreu no painel do segundo dia, a 26 de Maio, intitulado “O Papel da Participação”.

A minha intervenção e as questões colocadas centraram-se em explicar como é que o grupo funciona, como a participação e contribuição de cada um de vós pode dar origem às diversas propostas que temos feito tanto à Junta de Freguesia do Areeiro, como à Câmara Municipal de Lisboa e até à Assembleia da República. Seja o pedido de reparação de mobiliário urbano, jardins, calçadas, etc., sob a forma de subscrições ou simples abertura de ocorrências, sejam as diversas petições que temos patrocinado como as petições “Pela Municipalização do Bairro do Portugal Novo” e o abaixo assinado sobre o ruído e falta de higiene no Jardim dos Cavaleiros apresentados na Assembleia Municipal de Lisboa, seja a petição “Não fechem a esquadra de Arroios”, sejam as diversas ocorrências abertas na câmara e pedidos de esclarecimento que depois são partilhados com o grupo, seja até a participação nas reuniões abertas do executivo da junta e colocação de questões na última Assembleia de Freguesia de assuntos de relevância para o grupo.

Além dos Vizinhos do Areeiro, estiveram presentes:

Ana Neves que apresentou o seu projecto Cidadania 2.0, ferramentas para uma sociedade informada e participativa, que consiste numa plataforma que reúne num único local diversas plataformas com projectos de cidadania activa;
Fábio Sousa, presidente da Junta de Freguesia de Carnide, onde partilhou o seu modelo de gestão participada da freguesia em que promove encontros informais num café de cada bairro da freguesia uma vez por semana, e acções onde são votadas propostas pelas pessoas em conjunto com um representante da autarquia ou até mesmo o próprio presidente ;
Jorge Bettencourt da A25A Oeiras e Cascais que apresentou o projecto Abril Hoje. O projecto Abril Hoje consiste em mostrar aos jovens do secundário o que é a democracia e incentivá-los à participação;
Filomena Nabeiro é professora numa escola secundária em Oeiras onde promoveu a participação de vários alunos no projecto Parlamento Jovem (Parlamento dos Jovens) em que jovens de várias escolas do país se reúnem no parlamento para debater um tema pré preparado como se fossem deputados.

Sugestão para melhoria à acessibilidade no Centro Intergeracional do Areeiro [Respondida]

Os Subscritores requerem à Junta de Freguesia do Areeiro que avalie a opção de construção de uma rampa lateral de acesso directo ao 1º piso do Centro Intergeracional ou outra intervenção de carácter facilitador do acesso de pessoas com mobilidade reduzida a este edifício.
Pedimos também que se avalie a colocação junto aos degraus de um apoio/corrimão.
Os relatos de dificuldades de acesso ao edifício através da porta principal (com degraus altos) e no seu interior (ao 1º andar) são constantes desde o momento da inauguração deste importante espaço da nossa freguesia e seria importante resolver estes problemas tendo em conta a idade e dificuldades de locomoção de muitos dos seus utentes.

Subscrevem:
Rui Pedro Martins
Rodolfo Franco
Cláudia Casquilho
Elvina Maria Reis Rosa
Luis Seguro
Ana Benavente
Anabela Nunes
Jorge Santos Silva
Miguel Madeira
Sandra Ferreira
Patrícia Matos Palma
Rogério Martins
Isabel Tomas Rodrigo
Ana Costa
Luisa Castro Correia
Zélia Brito
Ana Bravo
Rui M. Sousa
Paulo Fonseca
Ana Miguel
Teresa Raposo
Cristina Azambuja
Margarida Moreira
Carla Sofia Duarte
Emilio Santos Pinto
Francisco Lopes da Fonseca
Ana Paula Sampedro
Margarida Seguro
Jacinto Manuel Apostolo
Fernando Anjos
Cristina Leitao
Rui Martinho
José Vieira Mesquita
Julia Aguiar
Lezíria Couchinho
Margarida Reis
Nuno Tavi
Manu Lange
Antonio Raposo
António Pires Sargento
Pedro Morgado
Cristina Casaleiro
Mafalda Sequeira
Helena Sá Leonardo
Paulo Baptista
Helena Pena da Costa
Daniel Portugal
Teresa Silva
Carolina Veloso
Maria Lourdes Alves Gouveia
Ricardo Leitão
Célia Simões Soares
Tiago Machado
Sérgio Barros

Resposta de 29.05.2018
GAP/ 1342 /2018

Exmos. Senhores,

Em referência ao assunto em epígrafe, encarrega-me o Senhor Presidente da Junta de Freguesia do Areeiro de informar que o Centro Intergeracional do Areeiro foi objeto de uma requalificação profunda dado que se apresentava completamente degradado.

Quanto à solução proposta de uma rampa no tardoz não é possível, pois esta iria ocupar na totalidade o passeio envolvente e fazendo-se cumprir a legislação em vigor teria aproximadamente 10 a 12 metros de comprimento mais os patins de descanso.

Entendo para além da inviabilidade prática da colocação o edifício já dispõe de um elevador preparado para cadeira de rodas que serve o R/C e o 1º. Piso, cumprindo assim o disposto no DL 163/2006.

Quanto aos relatos evocados por V. Exas. desde a inauguração desconhecemos e inclusive foi manifestado pelos presentes a sua admiração e satisfação.

Com os melhores cumprimentos”

Cruzamentos da Avenida Sacadura Cabral: Pedido de avaliação de sinalização de cedência

Os subscritores apelam à CML que avalie a sinalização de cedência de passagem nos cruzamentos da Av Sacadura Cabral, em particular:
1. Na ligação ao Campo Pequeno
2. No cruzamento com a Rua Augusto Gil
3. No cruzamento com a Rua Capitão Ramires
Por forma a garantir a fluidez e segurança do trânsito automóvel e pedonal assim como o estacionamento nestes cruzamentos

Subscrevem
Rui Pedro Martins
Rodolfo Franco
Cláudia Casquilho
Filipe Guedes Ramos
Anabela Nunes
Patrícia Matos Palma
Rogério Martins
Ana Costa
Fernando Faria
Ana Miguel
Cristina Azambuja
Margarida Moreira
Dulce Amaral
Ana Paula Sampedro
Belicha Geraldes
Margarida Seguro
Eugenia Maria Sobreiro
Alexandre Ferreira Lima Bastos
Décia Teixeira
Ilda Cruz
Isabel Kullberg
Anabela Gouveia
Gila Sousa Coutinho Guerra
Manuel Poças
Ana Gomes da Costa
Teresa Nogueira Santos
João Santos
Lezíria Couchinho
Helena Amaral
Margarida Reis
Maria Isabel Silva Nunes
Maria Fernanda Moura
Nuno Correia
Joana Monteiro
Maria Luisa Ferreira
Cristiana Coelho
Eduardo Pessoa Santos
Ana Sofia Sampedro
Helena Sá Leonardo
Gonçalo Vitorino
Antonio Sequeira
Francisca Villas
Paula Cristina Santos
Dário Dinis
Filipa Mariana Pereira
Pedro Santos
Miguel Lopes
Ines Domingos
Ines Pintado Maury

Encerramento da Associação São João de Deus (questão à CML e JFA)

 

Segundo informação que chegou ao nosso conhecimento a Associação São João de Deus na Avenida do México (http://www.cartasocial.pt/resultados_pesquisadetalhe.php?cod_area=11&valencia=1103&equip=1518) vai fechar as portas por imposição do(s) senhorio(s) que tenciona “colocar o edifício no mercado”.
Isto significa que o Areeiro perde mais uma oferta educativa ficando dezenas de crianças sem solução (ou sem solução ao alcance da bolsa de muitos).
O que pode a CML e esta vereação, em particular, fazer para compensar ou resolver este problema?

Obrigado
Rui Martins
pelos “Vizinhos do Areeiro”
www.vizinhosdoareeiro.org

 

Questão à Junta em AF “Encerramento Da Associação São João De Deus: Alguma novidade?”

1ª resposta da Junta “4- O presidente da Associação encontra-se fora até ao início de julho e só ele poderá dar essas indicações.”

> Sabemos que a CML está a tomar diligências. O que procuramos saber enquanto “novidade” não é o que a Associação está a fazer. O que querem os moradores saber é o que a Junta está a fazer a este propósito (de mais uma perda da oferta escolar deste tipo na freguesia). 

2ª resposta da Junta: “A JFA emitiu um parecer favorável para que à Associação São João de Deus seja reconhecido o estatuto de Entidade de interesse histórico e cultural ou social local, ao abrigo da Lei N.º42/2017, o que a ser aprovado na próxima reunião de Câmara, conferirá à Associação São João de Deus maior proteção jurídica, relativamente ao Novo Regime do Arrendamento Urbano.”

Alguns testemunhos sobre a Quinta das Ameias (Av Afonso Costa)

1

“Quando era pequena visitava essa casa porque era colega dos filhos (e netos) da quinta. Era lindissima com jardins e aves raras, azulejos, fonte, capela, pérgolas. Andava no Liceu Francês com eles (lembro-me que era a

família Dinis) e mais tarde perdemo-nos de vista.”

2
“Tinham uma alameda ladeada de amoreiras, onde nós miudos íamos ás folhas para os bichos da seda.”

3

“A casa da família era habitada e com capela e ameias, bancos de jardim em azulejo e tudo o resto era antigaoe talvez brasonada (..) era uma casa fidalga. Os pais dos miúdos penso que estariam em África e haveria talvez negócios de família. Os avós e eles e família e empregados eram uns seres doces, amigáveis, simpáticos e aparentemente muito boas pessoas e bastante endinheirados”

4

“na década de 1980 já estava em ruínas e com acampamentos de ciganos”

5
“D
e acordo com a minha mãe, que tem 79 anos e veio viver para esta zona com 3 anos, em 1941, toda a zona da João do Rio para cima eram quintas com hortas onde ia passear com o avo”

6

“A casa habitada por caseiros na década de 1960 (anexo) junto à capela”11

Alguns testemunhos sobre a Vivenda Cassiano Branco na Rua Xavier Cordeiro:

11

É, ou era, a casa de habitação de uma amiga minha do Liceu e da sua família. Ela é médica e a irmã não me lembro pq era um pouco mais velha. Pertencia, pertence talvez ainda, à família Meneses e Vale e o pai era militar como a maioria dos proprietários destas casas já que o bairro lhes era destinado.

2
“a casa foi vendida. O pai faleceu, a mãe está num casa de repouso. A filha mais velha vive há muitos anos no estrangeiro e a mais nova assistente social e vive fora de Lisboa”

3

“São duas casas, com entradas separadas. Uma é para o andar inferior, perto de onde está o automóvel, e outra é a porta em verde, para o piso superior. Sei que tem um quintal atrás, mas desconheço se tem outras saídas e o gato que costuma dormir por lá não passa essas informações “

4

“A casa foi construído para que num andar fosse habitação do proprietário e o outro andar fosse para a filha e familia. Existe outra saída, do quintal traseiro, e é um portão ao lado do portão da garagem”

Pedido de alteração de horário de estacionamento em reserva da JFA na Rua Abade Faria

“Tendo em conta que o Bairro dos Actores é um dos mais carentes de lugares de estacionamento em toda a freguesia e que aqui, em frente da sua delegação a Junta de Freguesia tem uma reserva de estacionamento para 4 veículos e que, não muito longe, a autarquia tem um parque de estacionamento (com 80 lugares) os subscritores questionam a autarquia sobre a possibilidade de disponibilização deste estacionamento aos moradores em período pós-laboral (uma alteração que a Assembleia Municipal implementou em 2016 a nosso pedido nas suas 3 reservas do logradouro do Fernando Pessa). Fazemos idêntico pedido para a reserva de estacionamento frente à clínica da Junta na Av. Óscar Monteiro Torres.

Freguesia Areeiro: “Bom dia. O Presidente da Junta de Freguesia do Areeiro informa que o estacionamento fora das horas de serviço está aberto ao público”
Rui Pedro Martins: “Obrigado pela resposta: Mas não estando essa limitação inscrita no sinal pode haver lugar a multa de trânsito por parte da EMEL ou PM… (isso aconteceu lugar dos CTT da João XXI antes de pedirmos à CML para adicionar (coisa que fez) essa limitação horária)”

Subscrevem:
Rui Pedro Martins
Nuno Dinis Cortiços
Elvina Maria Reis Rosa
Anabela Nunes
Luis Seguro
Nuno Miguel Cabeçadas
Leonilde Ferreira Viegas
Mariana Bettencourt
Pedro Pinto
Dulce Amaral
Adelia Martins Alexandre Martins
Leonardo Rosa
José Luz
Rui Costa
Jose Silva
Susana Soares
Cristina Milagre
Teresa Nogueira Santos
João Santos
Alexandre Manuel Prata da Silva
Renato Calado Rosa
Márcia Salgueiro
Irene Coelho
Margarida Reis
Victor Costa
Helena Esteves
Armindo Miguel Matos
Jorge Oliveira
Emilio Santos Pinto
Filipa Ceia
Paulo Silva
Rogério Martins
Ana Costa
Maria Luisa Ferreira
Bento Pinto
Cláudia Casquilho
Nilde Pinto
Isabel Filipe da Cunha
Marcos Pereira
Helena Sá Leonardo
Alexandra Amaral
Pedro Tito de Morais
Francisco Lopes da Fonseca
Teresa Sarmento
Rita Dias Costa
Antonio Sequeira
Inês Gomes Beirão
Raquel Vieira
Maria Inês Courela
Ines Domingos