Análise às respostas ao inquérito ao estacionamento no Areeiro de Dezembro de 2017

Espaço Público Estacionamento e EMEL Perguntas à CML Perguntas à JFA Por Resolver

1. A maioria dos residentes chega de carro entre as 18 e as 20 (pico de procura de lugares de estacionamento)
2. 81.1% usa lugares da EMEL, mas 11.7% têm parque de estacionamento e apenas 6.3% garagem própria
3. De manhã, a maioria dos moradores deixa o lugar de estacionamento entre as as 8:00 e as 9:00 (mais de 55%)
4. Cerca de 50% gastam entre 5 a 10 minutos à procura de lugar para estacionar
5. 43.2% declara que estaciona longe de casa por não encontrar lugar perto
6. 41.4% tem 2 dísticos EMEL a mesma percentagem que tem apenas 1 (a confirmar-se será uma média mais baixa que a da cidade de Lisboa)
7. 29.7% admite estacionar, frequentemente, fora dos lugares oficialmente consagrados para esse efeito
8. 9.9% tem uma avença num parque das redondezas
9. Apenas 1.8% tem uma avença no Parque da Junta de Freguesia
10. 64% entende que a Junta deve expandir o seu parque de estacionamento
11. 69.4% acha que os parques da Empark e EMEL são demasiado caros e 62.2% que fazem falta mais parques destes operadores
12. 74.% não quer prescindir de ter carro próprio e de o trocar por um sistema de mobilidade partilhada (mas 20.7% admite tal opção)
13. 51.4% admite ter alternativas de transporte público
14. 85.3% declara andar mais de 8 vezes de carro por mês, 13.7% entre 2 a 8 vezes
15. 88.1% usa automóvel como “veículo corrente” e apenas 3.6% a bicicleta. As outras formas de mobilidade são vestigiais
Conclusões e Propostas:
1. Lugares reservados para empresas e autarquias (CTTs, AML, Junta e CML) devem ter sempre, por regra, limitação apenas para horas laborais cessando esta pelas 19:00 e começando pelas 9:00
2. Devem ser aumentados os lugares de parque de estacionamento (nomeadamente para compensar o fim do parque Empark da Sacadura Cabral)
3. Devem ser reforçados os lugares de estacionamento, nomeadamente pela criação de “estacionamento em espinha” onde tal for tecnicamente viável e criando novos lugares sempre que isso for possível (p.ex. Bairro dos Actores e Sacadura Cabral)
4. Aumentar a quantidade de lugares do Parque de Estacionamento da Junta de Freguesia (existem terrenos livres adjacentes)
5. Realizar contactos com Empark e EMEL no sentido destas entidades descerem os preços dos seus parques (nomeadamente através de contratos de volume com a Junta de Freguesia)
6. Reforçar (muito) a oferta dos sistemas de mobilidade partilhada em Lisboa

Actualização de 10.01.2018
Este inquérito foi publicado (com autorização) no site da Junta de Freguesia do Areeiro:
http://www.jf-areeiro.pt/pt/inquerito-ao-estacionamento-na-freguesia-do-areeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *