Associação “Vizinhos em Lisboa – Associação de Moradores”

No passado dia 2 de Fevereiro de 2018, foi registada notarialmente a associação “Vizinhos em Lisboa – Associação de Moradores”.

Torna-se assim formal a existência desta associação de moradores inter-freguesias de Lisboa e que actualmente agrega os colectivos (por ordem de fundação) Vizinhos do Areeiro, Vizinhos da Penha de França, Vizinhos de Alvalade, Vizinhos das Avenidas Novas e Vizinhos de Arroios.

Estes grupos de Vizinhos, numa mancha contínua, estão assim ligados a esta Associação de causas locais e de cidadania activa que dará o formalismo legal, necessário para dialogar com as instituições oficiais. Esta é uma estrutura, dinâmica e flexível, com evidentes sinergias entre os vários grupos de Vizinhos. Assumimo-nos como uma nova rede de cidadania local para a cidade de Lisboa, com especial foco nas áreas de planeamento, urbanismo, valorização e defesa do património edificado e cultural, mobilidade, equipamentos, bem-estar, educação, ambiente e qualidade de vida. As actuações desta Associação pautam-se pela independência política, foco na cidadania activa e respeito por todas as opiniões e contributos dos cidadãos.

Para os actuais membros destes colectivos de Vizinhos nada muda:
Podem continuar a enviar para os vossos grupos de Vizinhos as vossas reclamações, sugestões e propostas e continuaremos, assim, a dar o nosso contributo para uma cidade e para freguesias cada vez mais participadas e participativas !

Núcleos Locais da Associação Vizinhos em Lisboa (por ordem de fundação):

https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.do.Areeiro
https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.da.Penha.de.Franca
https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.de.Alvalade
https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.das.Avenidas.Novas
https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.de.Arroios

Os Partidos Políticos na Assembleia de Freguesia do Areeiro

Os Partidos Políticos na Assembleia de Freguesia do Areeiro e as suas Páginas de Facebook:

BE (1 eleito): https://www.facebook.com/MaisAreeiro/

CDS (3 eleitos): https://www.facebook.com/nossalisboaAreeiro/
CDU (1 eleito): https://www.facebook.com/novorumoparaoareeiro/

PS (4 eleitos): https://www.facebook.com/AreeiroPrecisaDeTodos/

PSD (4 eleitos e detém o Executivo): não respondeu (e não parece ter página)

Resultados eleitorais nas eleições de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/pt/resultados-eleitorais-das-seccoes-de-voto-da-freguesia-do-areeiro

Participação dos “Vizinhos do Areeiro” no Seminário “Viver em Lisboa” da Universidade Nova de Lisboa

 

Resumo da intervenção dos Vizinhos do Areeiro no Seminário Morar em Lisboa (Universidade Nova) de 02.02.2018

1. Somos um movimento que agrega Causas Locais
2. Os cidadãos não participam nas formas convencionais de fazer polícia e, em particular, de fazer política local
3. Os Partidos estão a ficar sem militantes. Não têm redes locais ou têm redes locais muito fracas. Têm altas abstenções nas eleições internas (frequentemente acima dos 80%!)
4. Os movimentos de cidadania local podem preencher esse vácuo, mas sem se substituirem aos partidos, nem se deixaram colonizar ou absorver por eles: trabalham ao lado, em vias paralelas mas comunicantes.
5. Em Portugal existe uma Sociedade Civil e uma vida cívica e associativa tradicionalmente muito fraca
6. Mas é também certo que quem participa menos na vida da cidade é também quem pior pensa da democracia local
7. Apesar disso observa-se uma aspiração para a participação por parte dos cidadãos (nas causas locais e nas redes sociais) mas existe pouca participação eficiente (em resultados)
8. Mais proximidade corresponde a mais participação: os cidadãos estão mais disponíveis para uma causa quanto mais próxima for esta
9. Começámos em meados de 2016 no facebook, a partir do primeiro grupo (Areeiro) estendemos o conceito até Penha de França, Alvalade, Avenidas Novas e Arroios
10. Os Vizinhos do Areeiro são um movimento informal mas que se materializa/formaliza em cada posição pública, proposta ou iniciativa: recolhe apoiantes (subscritores) produz um texto coletivo (sob proposta de moradores), envia a quem de direito, e “dissolve-se” até à próxima intervenção: modelo muito fléxivel, rápido e participado que tem conseguido vários bons resultados
11. O que fazemos?
a. Contactos, pedidos, sugestões e reclamações junto de autarquias e empresas públicas e privadas.
b. Intervimos na Assembleia Municipal, somos ouvidos em plenário e em comissões
c. Organizamos petições para entregar à Assembleia Municipal (EMEL, Portugal Novo, Freixos da Guerra Junqueiro, etc) e à Assembleia da República (Esquadra da PSP)
d. Pugnamos por uma Governação Aberta na Junta de Freguesia analisando contratos públicos, orçamento e ajustes directos. Pedimos dados sobre projectos da Junta (Parque Canino, Precários)

Segmentos da Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017

Screen Shot 03-22-17 at 12.49 PM

“O Sr. Presidente do Executivo informou que, desde final do ano passado, a Câmara solicitou informação sobre obras consideradas urgentes na Freguesia. Tendo havido demora na aprovação, o Executivo, com a palavra do presidente da Câmara, avançou com as obras, constando no protocolo os valores gastos efetivamente nas mesmas” (…) “Manuel Camarinha (PS) felicitou o Executivo pela iniciativa e determinação em avançar com as obras, mostrando confiança na relação institucional”

Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Ata%2022_13setembro2017.pdf

“O Sr. Presidente do Executivo afirmou que o que se deve sobrepor são as relações institucionais corretas, quer da parte da Câmara, quer da parte da Junta, de modo a que se procure o melhor para a Freguesia. No caso do Casal Vistoso, também lhe disseram para avançar que a Câmara depois pagava; depois da obra concluída, a EDP, que no início foi questionada, decidiu substituir toda a cablagem de alimentação dos candeeiros e estão a abrir as valas.”

Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Ata%2022_13setembro2017.pdf

“A escada do Jardim Tristão da Silva que dá para a R. de Olivença estava uma lástima, tendo sido uma proposta da Junta. A obra da escadaria da R. Augusto Machado ainda não foi adjudicada, tratando-se de um valor muito mais elevado”

Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Ata%2022_13setembro2017.pdf

“A Sra. Presidente da Assembleia perguntou em que consistia a obra da zona expetante da Rotunda das Olaias” (…) “O Sr. Presidente do Executivo informou que já estava pronta e que se tratava da zona em que se situam os veículos de sucata apreendidos pela polícia; entravam a meio da rotunda para esse parque. O passeio foi arranjado, a zona foi vedada e os veículos já não entram por ali mas, sim, junto aos táxis”

Acta da Assembleia de Freguesia do Areeiro de 13 de Setembro de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Ata%2022_13setembro2017.pdf

Proposta à CML: Jardim Zé Pedro [Respondida]

Screen Shot 12-04-17 at 02.31 PM

Os subscritores apelam à CML (Comissão de Toponímia) e à Junta de Freguesia do Areeiro que atribuam ao espaço verde onde se encontram as estátuas do antigo cine-teatro Monumental a designação de “Jardim Zé Pedro” em homenagem a Zé Pedro, guitarrista e fundador da banda Xutos & Pontapés e uma das figuras mais queridas do panorama musical em Portugal, que faleceu, aos 61 anos, em Novembro na sua casa na freguesia do Areeiro.

Subscrevem:
Rui Martins
Jorge Oliveira
Elvina Maria Reis Rosa
Cláudia Casquilho
Anabela Nunes
Filipe Guedes Ramos
Paulo Ferrero
Nuno Dinis Cortiços
Vitor Manuel Teixeira
Filipa Ramalho Rickens
Luis Seguro
Maria Cortez Caetano
Mira de Lacerda
Maria João Morgado
Vitor Martins
Zé Pedro Leitão
Alexandra Reis
Ana Figueiras
Pedro Pinto
Carla Sofia Duarte
Isabel Tomas Rodrigo
Patrícia Matos Palma
Mariana Bettencourt
Mariana Tavares
Maria Da Graça Augusto
Victor Serra
Emilio Santos Pinto
Ana Costa
Zélia Brito
Patricia Alves
Leonilde Ferreira Viegas
Leonardo Rosa
Ilda Cruz
Lourdes Paz
Carla Pires
Carlos Conceicao
Celestina Costa
Abel Seixas
Cátia Ferreira
Helena Juliao
Jaime Amores
Julia Aguiar
Francisco Pereira
Teresa Lopes
Constança Pasadas
Maria Júlia
Amelia Sousa Nunes
Dulce Amaral
Ana Abreu
Cristina Milagre
Carla Coimbra
Zélia Pereira
Maria Fernanda Ribeiro Lopes
Lezíria Couchinho
Teresa Fernandes
Cristina Brás
Jacinto Vieira
Conceição Melo
Margarida Seguro
Susana Oliveira
Alexandra Marina Mendes
Maria Joao Gouveia
Pedro Bordalo
Rosário Costa
Beatriz Granja
Cristina Marín
Manuel Jesus
António José Domingues Ramos
Fatima Lalanda
Pedro Farinha
Paula Regina Santos
Graça Margarido Mick Greer
Fernando Borges
João Ribafeita
Teresa Amorim
Teresa Gomes
Maria Cereja
Teresa Ferreira
José Vieira Mesquita
Vera Peixoto
Margarida Amores Trindade
Claudia Cardoso
Helena Junqueiro Leitão
Miguel Mendes Zegre
Carla Valério Luís
Catarina Macedo
Alexandra Maia Mendonça
Joana Duarte
Maria Esmeralda Gaudêncio
Cristina Maria Martins
Maggie Menezes Leitão
Sampedro Ana Paula
Maria Luisa Ferreira
Maria Conceição Silva
Sílvia Martins
Maria Concepcion
Sandra Rocha
Lucilia Guimaraes
Ana Vicente
Daniela Correia
Eduardo Pessoa Santos
Maria Lemos E Sousa
Luisa Almeida
Nilde Pinto
Pedro Correia
Suzete Reis
Maria João Serra
Elsa Santos Alípio
Ana Paula Bárcia
Laura Villaverde
Álvaro Tição
Susana Vicente
João A. R. Sovelas
Elisabete Carvalho
José Pedro S. Carvalho
Maria Lurdes Oliveira
Elisabete M. Giga Marianito
Sara Santos
Inês Pina Cabral
Luís Caixinhas
Sara Reis
Ana Vila
Isabel Castelo Branco
Isabel Vide
Nuno Santos
Paula Amoroso
Ângela Pirralho
Antonio Mendes
Inês Carriço
Olga Lomba Correia Guedes
Lucia Carvalho
Julio Malaquias
Paulo Silva
Eduarda Figanier de Castro
Manuela Paixão
Filomena Figueiredo
Isabel Passos Sousa
Manuela Viegas
Fatima Aparicio
Gonçalo Mateus Silva Santos
Luis Santos
Luis Chastre
Isabel Primoroso
Vera Silva Silva
Maria José Esteves
Carriça Ferreira
Ana Sofia Rosa
Maria Jose Diegues
Tiago Moura Gonçalves
Eva Falcão
Daniela Pereira
Joaquim Claro
Francisco Lopes da Fonseca
Rita Dias Costa
João Firmino
Ricardo Ferreira
Vasco Belo Agostinho
Ana Estrela
Francisca Villas
Marta Borges
Mary Millicent
Catarina Rebelo
Marta Fonseca
Manuela Cabeçadas
Ana Bacalhau
Fábio V Costa
Ana Guerreiro
Ana Flor
Mariana Salgueiro
Fátima Sá
Rita Morais

https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.do.Areeiro/permalink/1853547668291365/

A que se devem somar todos os subscritores da Comissão de Moradores da Praça Pasteur

Resposta da CML de 07.12.2017
“A proposta de homenagem toponímica a Zé Pedro, subscrita pelos Vizinhos do Areeiro, email infra, foi rececionada nestes serviços e deu origem à abertura do respetivo processo de atribuição de topónimo. Este será levado, em tempo, à apreciação da Comissão Municipal de Toponímia, órgão consultivo da edilidade para esta área de intervenção, cujos Princípios Orientadores estão regulamentados na Postura Municipal de Toponímia e Numeração de Polícia.”

Sendo estes regulados pela “Postura Municipal de Toponímia e Numeração Policial” onde se lê que a apreciação “deve ter em conta” a “b) A atribuição do topónimo apenas deve ocorrer decorridos 5 (cinco) anos sobre a morte da personalidade”. Sabendo que o “ter em conta” não é uma condição “sine qua non” o que significa que o limite de cinco anos se trata apenas de um factor de ponderação e que, sobretudo, existe nesta postura o ponto “2 – Em casos excecionais, devidamente fundamentados, pode ser adotada uma solução distinta do disposto nas alíneas a) e b) do número anterior” estamos convictos que o processo se encontra bem encaminhado para um desfecho rápido e que se materialize neste jardim, frequentado pelo Zé Pedro e a algumas dezenas de metros da sua casa, a memória à sua obra e ao seu trabalho em prol da música portuguesa, a designação “Jardim Zé Pedro”.

Actualização de 8.3.2018:

 

Actualização

“Pedimos uma homenagem para um Jardim Zé Pedro no espaço que fica à direita da Igreja São João de Deus. Um espaço que não tem nome especial e que tem estátuas alusivas à música e que poderia ser interessante para (…) esse espaço poderia ser usado para um concerto de Rock ou algo associado às actividades que existem durante o Verão”

Vizinho do Areeiro Rodolfo Franco

“O Zé Pedro morava na Av de Paris e passeava e falava com as pessoas neste jardim”

Vizinho do Areeiro Nuno Dinis Cortiços

“Em relação à atribuição de um topónimo Zé Pedro a um jardim aqui na freguesia. Temos recebido várias propostas de várias freguesias e estamos a analisar os vários pedidos”

Vereadora Catarina Vaz Pinto

“Aquelas estátuas eram as estátuas que estavam no Cinema Monumental e vieram aqui parar com a demolição do Monumental”

Vereador Sá Fernandes

“Há uma razão histórica para os Olivais mas estamos a analisar as várias propostas que temos”
Fernando Medina

Reunião Descentralizada da CML de 07.03.2018

https://www.youtube.com/watch?v=5sr7cjhNHZM

 

Proposta de voto de pesar à família de Pedro Rolo Duarte apresentada aos eleitos da Assembleia de Freguesia do Areeiro


Screen Shot 11-30-17 at 01.24 PM
Este conhecido jornalista e residente no Areeiro “destacou-se na área da cultura e na edição de revistas, foi fundador do semanário Independente, onde editou a revista Vida 3. Foi diretor-adjunto do jornal cultural Se7e e fundou a revista K, da qual viria a ser editor-geral. Dali, transitou para a Visão, onde desempenhou o mesmo cargo. De seguida, fundou e dirigiu a revista DNA, suplemento do Diário de Notícias, que foi um dos seus projetos com maior longevidade na imprensa, entre 1996 a 2006. Também foi sub-diretor do Diário de Notícias entre 2004 e 2005″
mensagem apelam à Assembleia de Freguesia do Areeiro que aprove um Voto de Pesar à perda deste nosso ilustre concidadão.

Subscrevem:
Rui Martins
Jorge Oliveira
Paulo Ferrero
Nuno Dinis Cortiços
Cláudia Casquilho
Anabela Nunes
Madalena Matambo Natividade
Elsa Felizardo
Nuno Miguel Cabeçadas
Maria Cortez Caetano
Luis Seguro
Mariana Bettencourt
Leonilde Ferreira Viegas
Ana Figueiras
Emilio Santos Pinto
Erika Bayan
Jacinto Manuel Apostolo
Maria Helena Palhano
Dulce Amaral
Elisabete Carvalho
Fatima Aparicio
Suzete Reis
Helena Juliao
Pedro Reis
Amilcar Castro
Maria Estima
Lurdes Mendes
Zélia Pereira
Margarida Tavares
Maria Nascimento Barros Ferreira
José Domingos
Paulo Fonseca
Cristina Pinto
Manuela Manon
Rogério Martins
Renata Chaleira
Alexandra Maia Mendonça
Joana Duarte
Maria Luisa Ferreira
Maria Conceição Silva
Amélia Marcos
Ana Paula Bárcia
João A. R. Sovelas
Fernando De Sousa Ferreira
Teresa Silva
Francisco Lopes da Fonseca
Rita Dias Costa
Ricardo Ferreira
Luiza Cadaval de Sousa

Alguns documentos importantes no site da Junta de Freguesia do Areeiro

Screen Shot 03-22-17 at 12.49 PM

Conta de Gerência da Junta de Freguesia do Areeiro:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Conta%20Ger%C3%AAncia%20e%20Relat%C3%B3rio%20Gest%C3%A3o.pdf

Opções do Plano e Orçamento para 2017 da Junta de Freguesia do Areeiro:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Op%C3%A7%C3%B5es%20do%20Plano%20e%20Or%C3%A7amento%202017%281%29.pdf

Acta da Assembleia de Freguesia de Abril de 2017:

http://www.jf-areeiro.pt/files/files/Ata%2020_27abril2017-vf.pdf

LANÇADO MAIS UM GRUPO DE VIZINHOS: “VIZINHOS DE ARROIOS”

22089448_10156005889229050_2307560818727885324_n

Foi lançado mais um grupo de Vizinhos em Lisboa.
A partir do “Vizinhos do Areeiro” (lançado em Junho de 2016) e adoptando o mesmo modelo de funcionamento surgiram, por ordem, o coletivo “Vizinhos da Penha de França” e o “Vizinhos de Alvalade”, e, mais recentemente (Junho de 2017),  “Vizinhos das Avenidas Novas”.

É a estes grupos de cidadãos junta-se agora o
Vizinhos de Arroios:
https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.De.Arroios/

Vizinhos do Areeiro:
Vizinhos da Penha de França:
Vizinhos de Alvalade:
Vizinhos das Avenidas Novas:
Qualquer outro grupo que exista em Lisboa com a mesma designação “Vizinhos de…” é uma apropriação não autorizada do conceito e não nos responsabilizamos pelos conteúdos que aqui apareçam ou pela apropriação dos mesmos por forças políticas ou por interesses terceiros.
Regras para Posts e Comentários sob as quais se regem estes grupos:
1. Propaganda política ou partidária será apagada sem aviso
2. Publicidade comercial será apagada sem aviso
3. Todos os Posts que não tenham relação directa com a freguesia serão removidos
4. Comentários que contenham insultos, que não respeitem os mais básicos critérios de urbanidade e respeito pelo ponto de vista alheio assim como ataques pessoais ou de carácter a outros membros do grupo serão removidos, os seus autores banidos e, em casos extremos, denunciados ao facebook.
5. Quem participar do grupo apenas para o criticar será banido sem aviso
6. Não serão aceites perfis anónimos
Todos estes grupos são movimentos informais, inorgânicos e não-partidários (nem autárquico independente) de Vizinhos.