Sugestão de reformulação do espaço da Alameda Afonso Henriques

Os subscritores apelam à CML que o espaço verde da Alameda Afonso Henriques seja reformulado por forma a tornar mais reduzidos o consumo de água (que se estimam ser de 100 mil euros anuais): Há que ter em conta que a água é, e será cada vez mais, um luxo e um recurso que exige uma gestão muito cuidadosa.
Sugerimos ainda que o novo piso seja mais resistente aos eventos que, frequentemente, têm aqui lugar (o que reduziria os custos de manutenção) e a reposição de árvores, passadeiras centrais para reduzir a quantidade de relva e umas quantas (muitas) árvores de copa densa (se houver sombra há mais retenção de água no solo, e menos rega) para além de canteiros e arbustos os quais seriam, ademais, um retorno ao projecto original.
Sugerimos ainda que seja avaliada a construção de cisternas e sistemas de retenção de águas pluviais bem inseridos na paisagem.

Subscrevem
Rui Pedro Martins
Nuno Dinis Cortiços
Filipe Guedes Ramos
Elvina Maria Reis Rosa
Luis Seguro
Ana Benavente
Anabela Nunes
Miguel Madeira
Patrícia Matos Palma
Joana Taborda Amores
Ana Costa
Rui M. Sousa
Rita Jacobetty
Mariana Bettencourt
Mariana Tavares
Pedro Pinto
Maria Cereja
Rosário Puga
Herculano Rebordao
Bruno Beja Fonseca
Porfírio Sampaio
Francisco Lopes da Fonseca
Ana Paula Bárcia
Thaisa Boleta
Cristina Franco
Belicha Geraldes
Manuela Viegas
Jacinto Manuel Apostolo
Fernando Anjos
Sophia Macedo
Ricardo Araújo
Zélia Pereira
Adelia Martins Alexandre Martins
Filipe Oliveira
Susana Soares
Manuel Cipriano
Ilda Cruz
Maria Adelaide Sebastião
Helena Juliao
Yoseph Santos
Teresa Nogueira Santos
João Santos
Maria Leonor Gregório
Helena Amaral
Isabel Da Costa Correia
Amélia Maria Ribeiro
Margarida Reis
Beatriz Granja
Maria Claro Ribeiro
Manu Lange
António José Domingues Ramos
José Domingos
Mário Baptista
Sofia Araújo
Filomena Videira
André Calado Coroado
Maria Martins da Silva
Paulo Castro
Fátima Caldeira
Pedro Fortunas
Joana Furtado Carvalho Silva
David Filipe Rocha
Maria Luisa Ferreira
Susana Martins
Sofia Carvalho Coelho
Eduardo Pessoa Santos
Pedro Boléo-Tomé
Maria Margarida Catarino Baião
Mafalda Sequeira
Ana Queiroz
Simão Farias
Gonçalo Vitorino
Alexandra Amaral
João Silva
João da Bernarda
Teresa Silva
Filipe Palha
Nanci Rosa
Antonieta Soares Ribeiro
Pedro Amaral
Margarida Paiva
João Firmino
Bernardino Aranda
Antonio Sequeira
Ana Cruz
Paulo Morgado
Alexandra Batista
Miguel Pombal
Miguel Araújo
Luisa Castro Correia
Paulo Fonseca
Marta Soares
Maria Fernanda Costa
Maria Conceição Silva
Manuela Graças Graças

Sugestão à Protecção Civil da Câmara Municipal de Lisboa

Os Subscritores requerem aos serviços de Protecção Civil da CML que além das formações para Agentes de Protecção Civil que realiza durante 5 sábados seguidos, entre as 09:30 e as 17:30, organize também formações com menor carga horária, durante a semana, em horário pós-laboral (ou em fins-de-semana alternados) por forma a aumentar a abrangência destas formações e a criar uma maior e melhor preparada equipa de Agentes voluntários de Protecção Civil

Subscrevem
Rui Pedro Martins
Jorge Oliveira
Rodolfo Franco
Nuno Dinis Cortiços
Cláudia Casquilho
Elvina Maria Reis Rosa
Elsa Felizardo
Joana Taborda Amores
Isabel Tomas Rodrigo
Ivo Gama
Diogo Mendonça
João J Martins
Mariana Bettencourt
Mariana Tavares
Pedro Pinto
Bruno Beja Fonseca
Manuela Rodrigues
Ana Paula Araújo
Belicha Geraldes
Jacinto Manuel Apostolo
Ilda Cruz
Helena Amaral
Isabel Mourato Marques
Sofia Araújo
Zira Marcelino
Pedro Morgado
Eduardo Pessoa Santos
Daniel Portugal
Fernando Santos Lucas
Joao Luis Canais
Manuela Rodrigues
Carmosinda Veloso
Rosarinho Quina
Maria Isabel Costa
António Vieira
Maria De Lurdes Canto
Luis Seguro
Domingos Sousa
Margarida Seguro

Sugestões de melhoria à aplicação AreeiroMais da Junta de Freguesia do Areeiro

Sugestões de melhoria à aplicação AreeiroMais https://areeiromais.jf-areeiro.pt/geomarkers da Junta de Freguesia do Areeiro
1. Falta uma caixa que permita escrever as ruas a procurar na aplicação para submeter pedidos mais rapidamente
2. Falta indicar – no momento da criação – o nº de pedido (este só é recebido por mail: mais tarde)
3. A versão App (móvel) é muito limitada: não tira, p.ex. Fotos para novas ocorrências com GPS como a Na Minha Rua da CML. De facto é apenas uma interface browser para a aplicação web.
4. A mensagem de registo não indica nem o nº nem o local ou natureza da ocorrência
5. Nem todas as competências da Junta aparecem listadas como tipos de ocorrência (muitas parecem agregadas em “Espaço Urbano”.
6. A App poderia ter uma “ajuda” indicando o que são competências da CML e da JFA
7. Seria uma melhoria significativa se fosse adicionado um filtro temporal ou por tipologia para visualização de ocorrências, porque neste momento a informação é tanta que se torna incompreensível e redundante.
8.Sugiro também um filtro que permita mostrar as ocorrências próprias de forma a facilitar o seguimento das mesmas.
9. Quando se cria dois pedidos seguidos a aplicação bloqueia nas rodas dentadas até que se faça um F5 (Refresh)

Subscrevem:
Rui Pedro Martins
Jorge Oliveira
Cláudia Casquilho
Luis Seguro
Ana Benavente
Patrícia Matos Palma
Isabel Tomas Rodrigo
Zélia Brito
Ana Costa
Mariana Bettencourt
Carla Caló
Elsa Felizardo
Rosarinho Quina
Raquel Leite
Duarte Santos
Dulce Amaral
Bruno Beja Fonseca
Porfírio Sampaio
Francisco Lopes da Fonseca
Manuela Viegas
Fátima Mayor
Ilda Cruz
Lurdes Severino
Jose Silva
Jorge Antunes
Maria Julieta Mendes Martins
Lezíria Couchinho
Irene Coelho
Pedro Leonardo
João Ribafeita
Joana Duarte
Ricardo Alexandre Almeida Esteves
Maria Luisa Ferreira
Rui Dias
Jorge Basto
Sofia Carvalho Coelho
João da Bernarda
Sandra Gaspar
Eva Falcão
Dulce Franco
Pedro Barata
Ruy Redin
Paula Cristina Santos

Como são (e se são) fiscalizadas as faltas de recolha de “dejectos caninos” por cidadãos?

Os subscritores questionam a CML sobre as métricas de contraordenações (e respectiva distribuição geográfica e temporal, por freguesia) aplicadas a casos de “dejectos caninos” e, destas, quantas foram efectivamente cobradas.
Questionamos igualmente se o esforço financeiro das autarquias (CML e Juntas) para garantir esta limpeza (p.ex. Motocães) está avaliado e se tem havido um esforço especial de fiscalização por parte da Polícia Municipal num fenómeno que, em Lisboa, parece em crescendo.

Subscrevem:
Rui Martins
Jorge Oliveira
Cláudia Casquilho
Rui Pedro Barbosa
Paulo Ferrero
Elvina Maria Reis Rosa
Anabela Nunes
Luis Seguro
Rogério Martins
Elsa Felizardo
José João Leiria-Ralha
Patrícia Matos Palma
Flávio Gonçalves
Isabel Tomas Rodrigo
Sofia Pinheiro
Leonilde Ferreira Viegas
Pedro Pinto
Maria Estima
Emilio Santos Pinto
Francisco Lopes da Fonseca
Elsa Felizardo
Ilda Cruz
Cristina Milagre
Zélia Pereira
Rosarinho Quina
Renato Calado Rosa
Margarida Seguro
Helena Esteves
Irene Vieira
Maria Martins da Silva
João Miguel Gaspar
Amália Parente
Maria Luisa Ferreira
Carlos Lopes
Maria João Carmo
Ana Vila
Inês Marques
Sofia Serrano
Luisa Teresa
Herculano Rebordao
Mafalda Toscano Rico
Antonio Sequeira
Tiago Machado
Bruno Beja Fonseca
Sofia Mira de Almeida
Inês Ribeiro Sequeira
Ines Pintado Maury

Protesto pelo uso de tags (pichagens) para promover evento “Rock in Riot”

Os subscritores desta mensagem protestam à organização do Rock in Riot pela utilização de “tags” ou “pichagem” de paredes e muros para promoverem o evento.
Este evento vai deixar no mármore das estações do Metro da Alameda, nos muros da Alameda Afonso Henriques e nas passadeiras da Almirante Reis (entre outros locais?) durante ANOS a publicidade a um evento que terá lugar num ÚNICO DIA.
O conteúdo da mensagem ou os objectivos do evento não estão em causa (e os Vizinhos do Areeiro têm produzido muitas posições sobre o tema: https://vizinhosdoareeiro.org/category/habitacao) os métodos utilizados para o promover: SIM e merecem o nosso repúdio.
Apelamos que, findo o evento, colaborem na remoção destas pinturas e que parem, imediatamente, de fazer novas tags ou “pichagens”.
Obrigado!

Subscrevem:
Rui Martins
Jorge Oliveira
Rodolfo Franco
Nuno Dinis Cortiços
Cláudia Casquilho
Filipe Guedes Ramos
Rui Pedro Barbosa
Madalena Matambo Natividade
Elvina Maria Reis Rosa
Gustavo Ambrósio
Anabela Nunes
Luis Seguro
Rogério Martins
Jorge Santos Silva
António Aguiar Costa
Nuno Miguel Cabeçadas
Susana Beirão
Elsa Felizardo
Maria Cortez Caetano
Rui M. Sousa
Joana Taborda Amores
Luisa Castro Correia
Patrícia Matos Palma
Carmosinda Veloso
Isabel Tomas Rodrigo
Zélia Brito
Rui Daniel
Ana Mónica
Teresa Raposo
Ana Bravo
Catarina Garrau
Cristina Azambuja
Ana Costa
Leonilde Ferreira Viegas
Gabriel Osório de Barros
Carla Caló
Pedro Pinto
João J Martins
Teresa Sarmento
Emilio Santos Pinto
Tiago Leitão
Duarte Amado
Dulce Amaral
Ana Paula Sampedro
Alexandra Maia Mendonça
Herculano Rebordao
Thaisa Boleta
Ana Martins da Cruz
Maria Concepcion
José Luz
Luis Manuel Mesquita Dias
Pedro Ventura
José Vieira Mesquita
José Pedro S. Carvalho
Gonçalo C. da Silva
Rui Martinho
Helena Esteves
Luis Gomes
Maria Martins da Silva
Zélia Pereira
Adelia Martins Alexandre Martins
Celestina Costa
Jaime Amores
Rita Melo
João Santos
Maria Fernanda Ribeiro Lopes
Marcial Sá
Irene Coelho
Ana Conceição
André Calado Coroado
Zira Marcelino
Carolina Guerreiro
Maria Gregório
Maria Luisa Ferreira
Eduardo Pessoa Santos
Elsa Santos Alípio
Eurico Santos
José Biu
Carolina Lemos E Sousa
Pedro Ferreira Dos Santos
Inês Marques
Daniel Portugal
Pedro Diniz de Sousa
Margarida Rocha de Oliveira
Antonieta Soares Ribeiro
Margarida Paiva
Filipe Ruivo
Rita Dias Costa
João Firmino
Maria Santos Pereira
Antonio Sequeira
Pedro Costa Pinto
Bruno Beja Fonseca
Margarida Soares
Céu Caetano
Paulo Santos Costa
Luís Pereira Dos Reis
Inês Andrade
Dina Faria
Ruy Redin
Rita Amores
Raquel Vieira
João Paulo Marto Pereira
https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.do.Areeiro/permalink/1904577003188431/

 

Posição Colectiva dos “Vizinhos do Areeiro” sobre a Regulação do Alojamento Local

Os imóveis com utilização habitacional não podem ser afectos a finalidades de alojamento turístico sem que exista a alteração do uso
[a favor]

Grande foco na identificação de AL ilegais: A Administração Tributária por inspecção aleatória a partir da base de dados (pública) dos Alojamentos Locais do Turismo de Portugal e por denúncia de terceiros deve determinar quais estão registados e quais estão a pagar, de facto, impostos
[a favor]

As inspecções das Câmaras Municipais aos AL devem ser anuais e obrigatórias
[a favor]

Reduzir as taxas de IMI aplicadas a arrendamentos de longa duração (mais de 1 ano)
[a favor]

Criar quotas para que aos proprietários não coloquem todas as casas que têm no mercado para turistas
[a favor: com pouca margem]

O Governo deve agilizar as prometidas parcerias com plataformas como a Airbnb por forma a acabar com os casos de Alojamento Local não registado
[a favor]

Após despejo de uma família deve existir um período de carência em que é obrigatório arrendar para habitação permanente
[a favor: com pouca margem]

Acabar com a confusão – para efeitos de PDM – entre Alojamento Local e Habitação que limita as autarquias na regulação do Alojamento Local
[a favor]

Os proprietários de Alojamentos Locais devem pagar um contributo extra para os condomínios onde se inserem as suas propriedades
[a favor: com grande margem]

As câmaras municipais devem poder, como Nova Iorque, determinar uma proibição de aluguer de alojamentos através da AIRBNB por períodos inferiores a 30 dias
[a favor: com pouca margem]

As Câmaras Municipais devem passar a realizar as vistorias que estão, por Lei, obrigada a fazer e que tem recusado (alegando falta de meios e suportadas por parecer judicial)
[a favor: com muita margem]

As Câmaras Municipais possam, como Amsterdão, determinar uma ocupação máxima de 60 dias por ano e um máximo de quatro pessoas por edifício
[a favor: com pouca margem]

Que se crie, a nível nacional, uma Taxa Turística (que substitua as actuais dos municípios) cujas verbas sejam aplicadas pelas câmaras municipais na recuperação de edifícios para arrendamento de longa duração uma vez que pretendiam, precisamente, amortecer os efeitos do turismo
[a favor]

Esta posição é o resultado de uma sondagem interna elaborada entre 15 e 20 de Março de 2018

“Dia Verde” para a Carris: Sugestão à CML

Os subscritores sugerem à CML (enquanto gestora da Carris) que esta avalie os modelos inovadores em ensaio, por exemplo, em Londres pela Citymapper e que, através de uma app de telemóvel permitirão reservar antecipadamente lugares nos miniautocarros de oito lugares para percursos urbanos e o modelo que a Uber está a experimentar nos EUA e que permite que veículos reservados numa app aguardem num dado local até à chegada de quem fizer a reserva e que se aplicaria, igualmente, a este tipo de miniautocarros.
Sugerimos ainda à Carris que esta empresa teste durante algum tempo um “Dia Verde”, por exemplo, a primeira segunda-feira de cada mês em que o transporte fosse gratuito por forma a aferir o impacto na cidade, poluição e circulação urbana de uma eventual gratuitidade do transporte público em Lisboa”

para saber mais:
https://www.newscientist.com/article/2161961-why-do-firms-like-uber-and-citymapper-keep-reinventing-buses/

Subscrevem:`
Rui Pedro Martins
Jorge Oliveira
Nuno Dinis Cortiços
Cláudia Casquilho
Elvina Maria Reis Rosa
Anabela Nunes
José João Leiria-Ralha
Luis Seguro
Teresa Raposo
Ana Costa
Mira de Lacerda
João J Martins
Mariana Bettencourt
Pedro Pinto
Francisco Lopes da Fonseca
Carla Caló
Sampedro Ana Paula
Duarte Amado
Rui Coimbra
Herculano Rebordao
Mafalda Toscano Rico
Elsa Felizardo
Ilda Cruz
Zélia Pereira
Margarida Seguro
Victor Costa
Maria Claro Ribeiro
Adelia Martins Alexandre Martins
Maria Conceição Silva
Eduardo Pessoa Santos
Carolina Lemos E Sousa
Daniel Portugal
Antonio Sequeira
Rita Tojal Quintela
Bruno Beja Fonseca
Luis Miguel Ferreira

Pedido de instalação de nova calçada artística na Freguesia do Areeiro

Recentemente, a Assembleia da República aprovou a “valorização da calçada portuguesa”:
https://www.noticiasaominuto.com/…/parlamento-aprova-valori…
Mas no Areeiro não temos praticamente calçada artística…
Os subscritores deste pedido à Câmara Municipal de Lisboa sugerem à autarquia que promova a instalação de calçada deste tipo na freguesia, à semelhança do que aconteceu recentemente, por exemplo, nas Avenidas Novas.

Subscrevem
Rui Pedro Martins
Jorge Oliveira
Nuno Dinis Cortiços
Cláudia Casquilho
Luis Castro
Anabela Nunes
Rogério Martins
Jorge Santos Silva
Luis Seguro
José João Leiria-Ralha
Mira de Lacerda
Isabel Tomas Rodrigo
Carmosinda Veloso
Luisa Castro Correia
Cristina Azambuja
Maria Teresa Inglês Agostinho
Leonilde Ferreira Viegas
Emilio Santos Pinto
Francisco Lopes da Fonseca
André Rabaça Bernardo
Porfírio Sampaio
Gonçalo C. da Silva
Ana Sofia Matias
Ana Coelho
Ana Paula Sampedro
Maria Helena Simões
Filipe Oliveira
Ana Paula Bárcia
João Miguel Gaspar
Lourdes Paz
José Rodrigues
Zélia Pereira
Lezíria Couchinho
Margarida Seguro
Dina Correia
Maria Martins da Silva
Nuno Domingos
Maria Fernandes
Isabel Barreto
Susana Martins
Sofia Carvalho Coelho
Eduardo Pessoa Santos
Isabel Casquilho
Vitor Lopes
Isabel Lacerda Machado
Rita Dias Costa
Ana Paula Da Silva
Pedro Costa Pinto

Pedido de Informação: Mapa de financiamento e retorno (prestação de contas) dos apoios da Junta de Freguesia às associações na freguesia

Tendo em conta que a Junta de Freguesia contribui financeiramente para os orçamentos de várias associações e colectividades na freguesia os subscritores requerem à autarquia a lista de todas as associações beneficiadas, quanto deste orçamento foi mesmo executado e se há prestação de contas – e se esta está publicada – quanto aos serviços prestados à comunidade por essas entidades.
A informação constante no Orçamento e Plano está dispersa em várias rubricas e não inclui – aparentemente – nem o componente de execução nem os serviços suportados por esse financiamento.

Segundo o Regimento da Assembleia Freguesia do Areeiro “o prazo máximo para fornecimento de informação aos cidadãos recenseados na freguesia é de 10 dias, se outro prazo mais curto não for possível cumprir.

Subscrevem:
Rui Pedro Martins
Jorge Oliveira
Cláudia Casquilho
Nuno Dinis Cortiços
Anabela Nunes
Luis Seguro
Teresa Raposo
Carla Caló
Maria Estima
Maria Saraiva
António Cintra
Maria Julieta Mendes Martins
Elisa Scarpa
Margarida Seguro
Diamantino Lopes
Zira Marcelino
Eduardo Duarte Coelho
Maria Anabela Melo Egídio
Pedro Hebil