Contagem de Pombos no Areeiro – Março de 2018

Durante todos os últimos 3 sábados de Março, de manhã e seguindo sempre o mesmo percurso, realizámos uma contagem da população de pombos na freguesia do Areeiro.
3 de Março: 258
10 de Março: 240
24 de Março: 267
30 de Março: 383
As aves parecem deslocarem-se em bandos de entre 10 a 30 indivíduos e concentram-se nos espaços verdes da freguesia, sobretudo na Alameda (que reúne geralmente perto de metade da população), Jardim Fernando Pessa, Jardim da Afonso Costa e Jardim da Praça de Londres.
Sendo certo que sendo aves é fácil passarem de uma freguesia para outra, a constância destes números indica uma certa estabilidade e apesar de uma certa margem de erro que numa contagem deste tipo tem sempre, necessariamente que existir (e que o recurso aos mesmos dias, horas e percursos visou minimizar) mas indica também que o valor considerado como margem para a classificação de “praga” está muito aquém da realidade no Areeiro: Não temos, nem de perto, 25% da população de pombos por comparação com a de humanos (cerca de 20 mil habitantes logo, teria que haver 5 mil pombos para se poder falar em “praga”).
Isto não quer dizer, naturalmente, que se devam alimentar (não se deve) estes animais silvestres (que encontram, naturalmente, a sua própria alimentação), nem que não provoquem danos em propriedade ou criem situação de insalubridade. Mas praga: não. Não são.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *