Estacionamento na Freguesia do Areeiro: o que fizemos, o que conseguimos fazer e o que propusemos (em jeito de breve balanço)

Estacionamento e EMEL Perguntas à CML Perguntas à JFA

Existe um problema de estacionamento em Lisboa e, no particular que nos interessa, na freguesia do Areeiro.

Não são conhecidos números exactos mas estima-se que existam 4 dísticos por cada lugar de estacionamento disponível na freguesia: isto produz um problema de escassez de oferta e excesso de procura cuja solução não é fácil.

No passado fizemos aqui várias sugestões para contribuir para a redução da escala deste problema que leva a situações recorrentes de estacionamento em 2ª fila, estacionamento sobre passeios e passadeiras, paradoxalmente ao mesmo tempo que os parques da Empark no Campo Pequeno, Alameda ou Sacadura Cabral estão com taxas nocturnas de ocupação inferiores a 50%.
Nesse sentido, propusemos várias medidas e, inclusivé, mesmo com todas as nossas limitações, conseguimos a recuperação de 15 lugares e propusemos a recuperação de várias dezenas de lugares recentemente perdidos:
Melhor fiscalização e recuperação de vários lugares de estacionamento em reserva ilegal na Av. do México e no logradouro do Fernando Pessa:
(conseguimos, no processo recuperar 3 lugares na Av. do México e 2 no Fernando Pessa)

Recuperação de lugares de estacionamento reservados pela Assembleia Municipal junto ao Fernando Pessa:
(conseguimos aqui, recuperar, em horário pós-laboral, mais de 10 lugares)

Pedimos a criação de zonas de “largada e tomada de passageiros” junto ao Filipa de Lencastre e a recuperação de lugares de estacionamento reservados com floreiras (entre 6 a 9)
(não tivemos resposta)

Pedimos a construção de um parque de estacionamento junto à Gregório Verdonk:
(a CML vai realizar essa obra em meados de 2017)

Pedimos à EMEL por planos que aumentem a quantidade de lugares de estacionamento no Bairro dos Actores:
(sem resposta)

Pedido de recuperação de lugares de estacionamento da Vítor Hugo e na Agostinho Lourenço reservados com sinais inválidos “Artigo 50”:
(a Junta reorganizou alguns pilares, mas as retirada das reservas compete à CML que ainda não respondeu)

Pedimos a recuperação de 26 lugares de estacionamento perdidos após as obras no Bairro do Arco do Cego:
(ainda sem resposta)

Pedimos uma revisão dos contratos de concessão de parques de estacionamento à Empark que reduza os seus preços (avenças nocturnas a residentes) e aumente a sua utilização:
(sem resposta)

Pedimos à CML que regule o estacionamento da zona do Pavilhão do Casal Vistoso e que crie, aqui, novos lugares:
(a CML irá proceder a essas actividades no primeiro semestre deste ano)

0 thoughts on “Estacionamento na Freguesia do Areeiro: o que fizemos, o que conseguimos fazer e o que propusemos (em jeito de breve balanço)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *