Os Vizinhos do Areeiro estiveram no Encontro do “LigAções” entre organizações da Grande Lisboa

18 pessoas, ligadas a 7 organizações da grande Lisboa, com diferentes âmbitos de intervenção, estiveram reunidas no terraço do Graal, ao fim da tarde do dia 8 de outubro, no âmbito do projeto “LigAções: organizações da sociedade civil em reflexão e ação sobre as assimetrias do território”.

Esteve em análise o fenómeno do “despovoamento” das zonas mais centrais da cidade e o “arrastamento” da população residente, sobretudo pessoas com menos recursos económicos, para zonas suburbanas onde a densidade populacional tem vindo a aumentar significativamente. 

Na exploração das causas na raiz deste problema foram identificadas questões como o aumento do preço da habitação nas zonas centrais de, o aumento do alojamento para fins turísticos, as mudanças na lei do arrendamento, os incentivos legais/fiscais a investimento estrangeiro no mercado da habitação, entre outros.

Foram ainda abordados outros problemas que concorrem para a redução da qualidade de vida das muitas pessoas que trabalham nas zonas centrais da cidade e vivem na periferia e problematizou-se também a situação de quem se mantém a viver no centro da cidade e se ressente da perda de laços sociais e comunitários.

Foi consensual o reconhecimento do caráter indispensável dos esforços coletivos no planeamento e “construção” da Cidade e do sentido de pararmos para pensar a Cidade, garantindo que as suas dinâmicas não sejam prioritariamente ditadas pelo mercado. Várias pessoas do grupo reconheceram, contudo, que nem sempre é fácil o diálogo com atores políticos e partilharam experiências e identificaram obstáculos concretos à participação cidadã nas decisões politicas com impacto na vida da Cidade.

Foi um encontro muito participado rico em contributos diversos partilhados por pessoas com diferentes experiências e pontos de vista, e um ponto de partida para o processo de construção conjunta que se pretende desenvolver em conjunto com este grupo.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *