“Percentagem mínima de 25% do edificado, nas novas construções” vai ser aplicada nas novas empreitadas que estão a ser lançadas no Areeiro?

Habitação Perguntas à CML

Os subscritores questionam a CML sobre se em relação à urbanização na Rua Margarida Vieira Mendes (perto da rotunda das Olaias) com 2 prédios de 10 andares
e quanto ao prédio a construir nos terrenos entre a Rua Jorge Castilho e a Avenida Afonso Costa.
A CML irá aplicar o princípio do acordo
https://www.esquerda.net/sites/default/files/acordocmlisboa2017.pdf que refere “Percentagem mínima de 25% do edificado, nas novas construções ou operações de reabilitação, destinada a habitação a custos controlados”
(como forma de, assim, contribuir para o controlo dos preços no imobiliário em Lisboa e, em particular, no Areeiro)

Subscrevem:
Rui Pedro Martins
Cláudia Casquilho
Anabela Nunes
Luis Seguro
Vitor Manuel Teixeira
Pedro Correia
Francisco Tellechea
Mariana Tavares
Leonilde Ferreira Viegas
Bruno Beja Fonseca
Francisco Lopes da Fonseca
Sofia Mira de Almeida
Jacinto Manuel Apostolo
Ângela Pirralho
Ilda Cruz
Stela Correia
Julia Aguiar
Cristina Milagre
Isabel Silva
Clara Ribeiro
Teresa Aroso
Bruno Costa
Isabel Tomas Rodrigo
Alexandre Ferreira Lima Bastos
João Ribafeita
Flavia Cunha Lima
Joana Santos Patrocinio
Neuza Carmo
Fernanda Bueno
Luis Padinha
Maria Manuel
Antonio Sequeira
Sofia Silva
David Silva
Emanuel Genovevo Costa
Rosário Belmar da Costa
Diogo Magalhães Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *