Poda Radical de Plátanos no Logradouro do INE [Actualização]

Sem categoria

 

“Os Plátanos do INE, na Av António José de Almeida foram vítimas de uma poda radical com troncos completamente decepados, abrindo grandes feridas nas árvores as quais abrem portas a fungos e parasitas e representam riscos para a sua viabilidade futura.
Esta poda radical e executada com uma competência técnica muito duvidosa ameaça a viabilidade destas árvores cuja plantação data da fundação do Instituto em 1935 e vem assim colocar em risco a propriedade particular (veículos automóveis) e os peões que sob eles circulam, quer no recinto do INE, quer na Avenida Manuel da Maia.
Os subscritores apresentam, assim, o seu mais veemente protesto à Administração do INE (a cuja guarda foi deixado este património que não lhe pertence mas que é de todos nós) e à empresa que terá realizado estes “trabalhos”
(enviada como “Reclamação” (nºR-278998658) ao INE (que se compromete a dar resposta em 5 dias úteis no seu site)

Subscrevem:
Rui Martins
Ana Paula Araujo
Ana Teresa Mota
Raquel Leite
Luz Cano
Maria Saraiva
Iolanda Machado
Luis Seguro
Vitor Manuel Teixeira
Beleza Barreiros
José Vieira Mesquita
Pedro Gomez
Manuela Melo
Maria Cortez Caetano
Ana Mónica
Jorge Oliveira
Teresa Raposo
Madalena Matambo Natividade
Cátia Mendes
Paulo Ferrero
Pedro Silva
Maria João Morgado
Qju Nunes
Rosa Casimiro
Emanuel Sousa
Hugo Fiuza
José João Leiria-Ralha
Anabela Nunes
Rosa Branca Graça
John Burney
Anthony Despalins
Alice Torres
Elisabete Henriques
Isabel Figueira
Suzete Reis
Isabel Primoroso
Jose Antonio Nobrega
Belicha Geraldes
Helena Juliao
Teresa Silva
Filipa Ramalho Rickens
Jacinto Manuel Apostolo
Rita Dias Costa
Susana Beirão
João Silva
Carlos Fernandes Carlos
Maria Georgina Carreira Reis

Actualização (resposta do INE):

screen-shot-12-26-16-at-12-46-pm

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *