Sugestão para melhoria à acessibilidade no Centro Intergeracional do Areeiro [Respondida]

Espaço Público Perguntas à JFA Respondido

Os Subscritores requerem à Junta de Freguesia do Areeiro que avalie a opção de construção de uma rampa lateral de acesso directo ao 1º piso do Centro Intergeracional ou outra intervenção de carácter facilitador do acesso de pessoas com mobilidade reduzida a este edifício.
Pedimos também que se avalie a colocação junto aos degraus de um apoio/corrimão.
Os relatos de dificuldades de acesso ao edifício através da porta principal (com degraus altos) e no seu interior (ao 1º andar) são constantes desde o momento da inauguração deste importante espaço da nossa freguesia e seria importante resolver estes problemas tendo em conta a idade e dificuldades de locomoção de muitos dos seus utentes.

Subscrevem:
Rui Pedro Martins
Rodolfo Franco
Cláudia Casquilho
Elvina Maria Reis Rosa
Luis Seguro
Ana Benavente
Anabela Nunes
Jorge Santos Silva
Miguel Madeira
Sandra Ferreira
Patrícia Matos Palma
Rogério Martins
Isabel Tomas Rodrigo
Ana Costa
Luisa Castro Correia
Zélia Brito
Ana Bravo
Rui M. Sousa
Paulo Fonseca
Ana Miguel
Teresa Raposo
Cristina Azambuja
Margarida Moreira
Carla Sofia Duarte
Emilio Santos Pinto
Francisco Lopes da Fonseca
Ana Paula Sampedro
Margarida Seguro
Jacinto Manuel Apostolo
Fernando Anjos
Cristina Leitao
Rui Martinho
José Vieira Mesquita
Julia Aguiar
Lezíria Couchinho
Margarida Reis
Nuno Tavi
Manu Lange
Antonio Raposo
António Pires Sargento
Pedro Morgado
Cristina Casaleiro
Mafalda Sequeira
Helena Sá Leonardo
Paulo Baptista
Helena Pena da Costa
Daniel Portugal
Teresa Silva
Carolina Veloso
Maria Lourdes Alves Gouveia
Ricardo Leitão
Célia Simões Soares
Tiago Machado
Sérgio Barros

Resposta de 29.05.2018
GAP/ 1342 /2018

Exmos. Senhores,

Em referência ao assunto em epígrafe, encarrega-me o Senhor Presidente da Junta de Freguesia do Areeiro de informar que o Centro Intergeracional do Areeiro foi objeto de uma requalificação profunda dado que se apresentava completamente degradado.

Quanto à solução proposta de uma rampa no tardoz não é possível, pois esta iria ocupar na totalidade o passeio envolvente e fazendo-se cumprir a legislação em vigor teria aproximadamente 10 a 12 metros de comprimento mais os patins de descanso.

Entendo para além da inviabilidade prática da colocação o edifício já dispõe de um elevador preparado para cadeira de rodas que serve o R/C e o 1º. Piso, cumprindo assim o disposto no DL 163/2006.

Quanto aos relatos evocados por V. Exas. desde a inauguração desconhecemos e inclusive foi manifestado pelos presentes a sua admiração e satisfação.

Com os melhores cumprimentos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *