Guia Vizinhos do Areeiro de Solidariedade COVID-19

Guia Vizinhos do Areeiro de Solidariedade COVID-19

Como pode ajudar a nossa comunidade local

Cultura:

a) Adquira um cartão permanente de acesso aos seus teatros, cinemas, museus ou outros espaços idênticos para garantir o seu apoio a longo prazo.

b) Apoie os artesãos locais comprando os seus trabalhos como ofertas para ocasiões especiais ou para o próximo Natal

c) Acompanhe os seus artistas favoritos nas redes sociais: assista às suas performances e interaja com eles por forma a que saibam que os apoia.

d) Procure eventos e visitas virtuais nos museus da cidade. Participe e partilhe esses eventos e visitas. P.ex.

https://museus.ulisboa.pt/pt-pt/visita-virtual

e) Criar um banco de ideias para actividades, jogos, etc, para entreter os mais novos e mais velhos. Organize grupos de voluntários para ler livros aos invisuais que não têm actividades que conseguem fazer.

Cidadãos Seniores e Cidadãos com Incapacidades

a) Entregue alimentos: ajude os cidadãos seniores na freguesia nas suas compras de produtos alimentares de primeira necessidade: comece pelo seu prédio afixando a sua disponibilidade e estenda essa oferta aos prédios vizinhos.

b) Contacte os centros de dia da freguesia (p.ex. o da SCML na Henrique Galvão) e ofereça a sua disponibilidade, por email ou carta, para ajudar no que for preciso: quer em presença quer através de algum donativo particular (bens, serviço ou alimentos). Se possível integre essa participação com amigos e vizinhos.

c) Se tem vizinhos ou amigos seniores telefone-lhes ou contacte-os perguntando como estão e se pode ajudar em alguma coisa (mantendo a distância e os cuidados que as presentes circunstâncias exigem). Ofereça-se para colocar os resíduos no contentor, para ir buscar o correio ou algo que seja preciso e que lhes evite terem que sair de casa.

Sem Abrigo

a) Faça donativos em alimentos ou em espécie: pode entregar donativos no Pavilhão do Casal Vistoso (a qualquer hora: funciona em 24H/24H mas idealmente durante o período da manhã e antes das 12:00). Para donativos pode doar à Vitae (info@assoc-vitae.org) Crescer (http://crescer.org/apoie-nos/) ou Comunidade Vida e Paz (https://www.cvidaepaz.pt/ajudar/)

b) Como comunidade muito vulnerável que é a comunidade Sem Abrigo enfrenta e enfrentará grandes desafios quando esta crise passar. Considere ser voluntário numa destas organizações mesmo depois desta crise.

Medicina

a) Dê sangue: dirija-se, por exemplo, ao Hospital Santa Maria ou consulte a lista em http://dador.pt/onde-dar/lista-de-recolhas e ajude. Nesta época de crise sanitária os stocks de sangue estão em risco.

b) Doe produtos médicos aos hospitais e centros de saúde da nossa área: Hospital Santa Maria e São José: máscaras, luvas e viseiras são sempre necessárias.
c) Se tem uma máquina de costura pode fabricar e doar máscaras em tecido. Não são seguras para cuidar de pacientes com COVID-19 mas podem ser úteis se não existirem outros tipos de máscara e fornecem alguma protecção.
d) Partilhe o seu apoio a todos os profissionais de saúde que estão na linha da frente desta crise.Use as redes sociais daqueles que conhece ou afixe essa nota no seu prédio (se é vizinho de algum)

Saúde Mental:

a) Em caso de violência doméstica: em caso de emergência (agressão física, por exemplo), deve contactar imediatamente o 112. Pode também deslocar-se à esquadra da PSP das Olaias (Rua Américo Durão: nas Olaias). Em caso de agressão, a opção de se deslocar a um hospital (S. José ou Santa Maria) ou centro de saúde (Alameda ou Afonso Costa) para observação médica.

b) Prevenção do suicídio: Contacte uma das linhas listadas em http://www.adcl.org.pt/observatorio/servicos.php?titulo=Linhas 

Refugiados e Ajuda Internacional:

a) Seja membro da kiva.org para apoiar países lusófonos: https://www.kiva.org/team/mil/loans e ajude jovens empreendedores ou cidadãos que precisam de fazer pequenas obras ou melhorias nas suas casas.
b) Ajude a Médicos do Mundo como voluntário https://www.medicosdomundo.pt/recrutamento/ser-voluntario ou a AMI (https://ami.org.pt/) sendo que esta última tem um Centro Porta Amiga nas Olaias

c) Ajude a UNICEF https://www.unicef.pt/donativos/

d) Ajude o “World Food Programme” (https://www.wfp.org/donate-now) que alimenta, em todo o mundo mais de 11.6 milhões de crianças sem apoio alimentar escolar.

Animais:

a) Algumas associação que ajudam animais e, designadamente, Tico & Teco e Refúgio Animal Angels estão a precisar de ajuda e estão impedidas de realizar campanhas de recolha de alimentos para animais. Contacte https://www.facebook.com/TicoeTecoALPCAA/ (tico_teco@sapo.pt) ou   Refúgio Animal Angels (https://www.facebook.com/refugioanimalangels/)

Restauração:

a) Faça encomendas com entrega ou use serviços de takeaway em restaurantes e cafés na nossa freguesia. Encontra uma lista extensa em https://www.facebook.com/notes/vizinhos-do-areeiro/com%C3%A9rcio-no-areeiro-com-entregas-ao-domic%C3%ADlio/2401687910144002/. Esta é a melhor forma de apoiar os restaurantes e negócios locais da freguesia

b) Sugerir que os cafés da freguesia criem uma caderneta: Sugerir a cafés que aceitem agora 20 euros e ficar com cafés pagos para o resto do mês. Ou em alternativa pagar esse montante e doar a tal “caderneta” à PSP ou aos nossos profissionais de saúde para usarem. 

Serviços:

a) Alguns serviços, como limpezas domésticas podem ser pagos antecipadamente e executados mais tarde. Se sabe que vai precisar dos mesmos,mais cedo ou mais tarde, faça isso para ajudar quem pode precisar dessa ajuda extra num período em que há menos trabalho do que o normal.
b) Envie uma gorjeta para o seu cabelereiro ou para quem lhe arranja as unhas: pode ser um contributo importante numa época em que negócio se reduziu a zero mas onde as despesas regulares (renda, água, luz, salários, etc) se mantêm

c) Compre livros e jornais: no Areeiro a Cult (Praça Francisco Sá Carneiro) e a Barata (Av de Roma) mantêm-se abertas e vendendo livros, revistas e jornais.
d) Dê uma gorjeta a quem faz entregas na sua casa: são eles que mantêm muitos negócios a funcionar e agora, com muitas empresas fechadas, são eles que garantem os alimentos em muitas casas.
e) Reserve e pague antecipadamente o seu próximo serviço de cabeleireiro ou barbeiro.

f) Compre Cartões Presente: Muitos negócios locais suportam este tipo de cartões oferta. A Bertrand (Av de Roma), p.ex. tem os https://www.bertrand.pt/livro/caixa-presente-bertrand-tu-es-tao-livro/21249233 

g) Adquirir prendas antecipadamente poderá ser uma forma de ajudar o comércio local. (Aniversários, Natal até, um livro ou uma garrafa de vinho, não envelhece)

h) Oferecer-se para adquirir para alguém mais necessitada o passe de transportes ou até o passe anual das Gira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *