COVID-19: Sistema de entregas ao domicílio pela Junta de Freguesia do Areeiro

Solicita-se à JFA que ajude a organizar e implementar um sistema de entregas ao domicílio que possa ser utilizado pelo comércio local do Areeiro. Consideramos que este apoio poderá ajudar a manter os laços comerciais de vizinhança, a prestar um serviço útil a todos e a mitigar algum do prejuízo que esta situação irá criar.

Solicita-se à JFA que ajude a organizar e implementar um sistema de entregas ao domicílio que possa ser utilizado pelo comércio local do Areeiro. Consideramos que este apoio poderá ajudar a manter os laços comerciais de vizinhança, a prestar um serviço útil a todos e a mitigar algum do prejuízo que esta situação irá criar.

Subscrevem:
Rui Pedro Martins
Cláudia Casquilho
Anabela Nunes
Stela Correia
Ilda Cruz
Zélia Pereira
Elvina Maria Reis Rosa
Teresa Aroso
Maria Teresa Inglês Agostinho
Teresa Raposo
Maria Delfina Vasconcelos
Eduardo Pessoa Santos
Tania Silva Pinto
Fernando Anjos
Francisco Tellechea
Margarida Moreira
Margarida Botelho
Dulce Marques Ferreira
Fátima Mayor
Ana Sampedro
Rita Sommer
Fatima Lammar
Ellie Zephyra
Carla Sousa
João Daniel
Guida Costa
Maria Gameiro
Catarina Syder Fontinha
Mary John
Hugo Sousa
Maria Jerónimo Costa Zita
Maria Do Carmo Batalha
Ana Castro
Carlos Alberto Vieira
Dina Gomes
Carlos Pinheiro
Alexandra Dias
Maria Luísa Lanita
Lezíria Couchinho
Manuel Góis
Margarida Seguro
Maria João
Paula Oliveira
Yolanda Palma
João Sousa Lima
Valentina Crisostomo Teixeira
Mário Baptista
Aurélia Constantino
Maria Helena Morais
Ricardo Quintão
Vera Levy Gomes
Eva Tavares
Teresa Lourenco
Maria Fernanda
Rosângela Herdy Givisiez
Catarina Fg
Margarida Graça
Pedro André
Eva Ligthart da Costa
Rafael Pereira
Pedro Morgado
Sandra Simas
Sandra Jacob
Cristina Salvador
Rui Agostinho
Maria Concepcion
Teresa Peixoto
Paula Saragoça
Claudia Arriegas
Ana Vieira Almeida
Sara Gao
Antónia Peças
Ana Marques Gastão
Ana Cristina Martins
Antonieta Jacinto
Vera Fernandes
Cátia Pedro
Nicole Ferreira
Maria Da Conceição Abreu
Margarida Duarte Vinhas
Anita Patrício
Patricia Roby Gonçalves
2 amigos em comum
Genoveva Rebordão de Sousa
Antonieta Soares Ribeiro
Porfírio Sampaio
Vanessa Correia Marques
Maria João Rico
Tiago Rosado
Maria Cabral de Azevedo
Carol Costa
Marta Fonseca
Vítor Frade
Anette Paulette
Tania Blanc
Rita Martins Pereira
João Camilo Martins
Denise Viana
Ruy Redin
Elisabete Figueiredo Pedro
Ivo Castro
Miguel Góis
Tiago Gaio

“Estudante de Gondomar oferece ajuda a idosos nas compras. E não é o único Vizinhos estão a oferecer-se para ajudar os mais idosos durante o período de quarentena” [Diário de Notícias]

“Um estudante universitário de Gondomar disponibilizou-se para fazer as compras de supermercado, gratuitamente, a quem necessitar durante o período de quarentena provocada pela covid-19 depois de se ter colocado “no lugar da avó, octogenária, e constatado as dificuldades”.

Francisco Teixeira tem 20 anos, frequenta o terceiro ano da licenciatura de Gestão de Marketing no Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM) do Porto e, relatou à agência Lusa, apesar de remetido a “quarentena obrigatória” quer ajudar as pessoas mais necessitadas.

“Meti-me no lugar da minha avó, que é octogenária, vive sozinha e, como tantos outros, precisa que a ajudem e pensei que o poderia fazer, sem problema nenhum”, contou o jovem residente em Baguim do Monte, no concelho de Gondomar.

O passo seguinte, disse, foi na sexta-feira à noite colocar um anúncio nas redes sociais Facebook e Instagram com a seguinte mensagem: “Disponibilizo-me gratuitamente a ir ao supermercado e entregar em casa bens essenciais durante o período de quarentena a todos aqueles que não tenham essa possibilidade”, texto depois afixado “à porta do prédio” onde reside e onde “também habitam pessoas idosas”.

“É também meu objetivo que isto possa ter um efeito catalisador e que mais pessoas o façam, pois há muitas pessoas a precisar de ajuda e nós podemos fazê-lo”, disse.

Não é caso único

O caso de Francisco Teixeira não é único. O humorista Luís Filipe Borges partilhou no Instagram a mensagem que uma vizinha, Inês, colou à entrada do prédio.

“Tendo em conta a situação complicada que todos vivemos, aos vizinhos que, pela idade, ou complicações de saúde, estejam neste momento com receio de se deslocarem à rua, disponibilizo-me para ajudar com coisas simples como ir ao supermercado ou à farmácia, ou outra necessidade que considerem mesmo importante”, escreveu na nota. “Ninguém é uma ilha”, acrescentou.

No Facebook, Bruno Freitas partilhou a mesma informação que colocou no seu prédio, sendo que já foi partilhada mais de 1300 vezes.

Marta Cerqueira partilhou também no grupo de Vizinhos do Areeiro, no Facebook, o aviso que afixou no seu prédio, com várias pessoas a comentar que iriam seguir o seu exemplo.”

https://www.dn.pt/pais/estudante-de-gondomar-oferece-ajuda-a-idosos-nas-compras-e-nao-e-o-unico-11930073.html

COVID-19: Propostas à CML para criar melhores condições para o Comércio no Areeiro

Enquanto moradores queremos ter Comércio Local porque o Comércio Local representa vida, alternativas, emprego e desenvolvimento para a economia local mas algumas das intervenções recentes na Av de Paris, Pç de Londres e Guerra Junqueiro vieram reforçar uma crise que já vinha de trás a explosão de preços no arrendamento urbano veio agravar.

(agora em especial contexto devido à pandemia COVID-19)

Assim sendo propomos:

1

Que a CML inste o Governo no sentido de legislar para que:

1a) o IMI em lojas vazias há mais de 1 ano seja agravado por forma a estimular o seu regresso ao mercado e pelo aumento da oferta pressionar os preços

1b) o IRS de lojas arrendadas a longa duração (mais de 3 anos) seja reduzido

2

A CML subsidiar a 100% as senhas para o parque da Empark com desconto para a 1.ª hora sendo que estas senhas seriam dadas como oferta (por escala de despesa) nas lojas nos arruamentos onde se constroem ciclovias como forma de atrair mais clientes a estas zonas.

3

Assinalar no chão, com pintura horizontal na Av. Guerra Junqueiro, a sinalização do parque da Alameda por forma a que os clientes dos espaços comerciais compreendam a facilidade de acesso ao parque a partir da Guerra Junqueiro.

4

Aumentar os lugares de cargas e descargas e permitir o estacionamento gratuito de muito curta duração (menos de 20 minutos). Ponderar a possibilidade da adição de “estacionamento exclusivo a cliente da Av Guerra Junqueiro”.

5

Anular as taxas pagas por comerciantes à CML e JFA durante um ano após o termo e durante a duração de qualquer obra: medida com efeito retroactivos

6

A CML deve avaliar propor ao Governo e à AR uma medida provisória de tecto máximo por m2 , como recentemente fez Berlim, aplicável ao arrendamento comercial.

7

Nos 15 (!) lugares de estacionamento reservados ao Ministério do Trabalho permitir o estacionamento de muito curta duração para uso pelos clientes das superfícies comerciais: sobretudo ao sábado de manhã e depois das 17 (limitando a reserva entre as 0900 e as 1700)

8

Publicidade no Metro da Alameda e em conjunto com os vários hotéis da zona direcionado para o nosso comércio: O Comércio Tradicional ConVida

Subscrevem:
Jorge Oliveira
Rodolfo Franco
Nuno Dinis Cortiços
Cláudia Casquilho
Elsa Felizardo
Ana Paula Araujo
Ilda Cruz
Patrícia Matos Palma
Madalena Matambo Natividade
Ana Costa
Stela Correia
Cristina Azambuja
Anabela Nunes
Gabriela Lago
Teresa Aroso
Ana Benavente
Maria Teresa Inglês Agostinho
Zélia Pereira
Maria Delfina Vasconcelos
Pedro Gaurim Fernandes
Anabela Gouveia
Maria João Morgado
Luisa Castro Correia
Herculano Rebordao
Cristina Milagre
Fernando Anjos
Ana Sampedro
Teresa Sotto Mayor Carvalho
Duarte Amado
Jacinto Manuel Apostolo
Dulce Amaral
Belicha Geraldes
Francisco Tellechea
Carla Caló
Carolina Veloso Martins
Bruno Beja Fonseca
Raquel Ferreira de Melo
Rui Martins
Ana Marques
Lailai Sales
Guida Costa
Dorota Lomba
Isabel Conceição
Ana Cristina Ribeiro
Augusta Presa
Jean Ricardo
Ana Marques
Maria Jerónimo Costa Zita
Eduardo Júlio
Rosa Maria Troufa Real
Rui Ferreira Lopes
Ana Castro
Carlos Alberto Vieira
Rute Rodrigues
Nitucha Jacques
Cristina Cardoso
Alberta Lopes
Maria Barbara Troni
Carlos Pinheiro
Anibal Santos
Ana Fernandes
Filomena Maria Aleixo
Sara Anjos
Grata Sombreireiro MC
Miguel André
Graciano Venâncio Morais
Alexandra Cardoso
Maria Rita Oliveira
Tomaz Alves Oliveira
Maria Jesus Pereira Gambino
Elsa Borges da Silva
Maria Odete Carmona
Maria Claro Ribeiro
Yolanda Palma
Nazare Miranda
Maria José Bernardo
Fernanda Santos
Sandra João Borges
Nuno Duarte
Ana Alcinda Lomba
Nazare Ferreira
Lidia Monteiro
Catarina Coelho
Luis Pina Amaro
Maria Margarida Silva
Maria Manuela Nobre
Maria Cristina Lacerda
Ricardo Castro
Ana Hipólito Pires
Pedro André
Alexandra André
Bruno Dias de Carvalho
Susana De Brito Dias
Joana Monteiro
Sandra Simas
Alda Salcedas
Isabel Barreto
Maria Luisa Ferreira
Cristina Inacio
Inês Luís
Joana Santos Patrocinio
Celina Gil
Ana Canha
Cristina Salvador
Maria Concepcion
Isabel Bastos
Isabel Tomás
Ana Vicente
Teresa Peixoto
Francine Côrte-Real
Teresa Braamcamp Mancellos
Andreia Cunha Dias
Maria João Serra
Sónia Maia
Maria Duarte Silva
Sofia Correia
Vera Roquette
Alexandra Costa
Maria Pissarra
Sérgio Manuel Cónim
Múri Kraft
Sofia Vale
Leonor Braz Teixeira
Graça Aníbal
Fátima Silva
Paulo Baptista
Fernando Barroso de Moura
Mariana Bettencourt
Manuela Paixão
Mafalda Alegria
Margarida Duarte Vinhas
Nanda Ruaz
Gonçalo Vitorino
Victor Ribeiro
Isabel Real
Necas Diniz
Maria João
Teresa Maria Braga Abecasis
Bruno Paradela De Oliveira
Sofia Pereira
André Quartin Santos
Ana Chau
Ana Filipa Gonçalves
Antonieta Soares Ribeiro
Francisco Lopes da Fonseca
Maria Lourdes Alves Gouveia
Rui Pedro da Ponte
Porfírio Sampaio
Vanessa Correia Marques
Antonio Sequeira
Sofia Silva
Catarina Rebelo
Luana Cunha Ferreira
Ana Sofia Freitas
Manuela Rodrigues
Helder Miranda

Resposta da CML

Exmos. Senhores

Vizinhos do Areeiro

Em resposta ao seu email de 16 de Março de 2020, somos a informar o seguinte.

De acordo com a informação disponível no sítio da Câmara Municipal de Lisboa, mais concretamente em https://www.lisboa.pt/atualidade/noticias/detalhe/pagamento-de-estacionamento-suspenso-e-e-gratuito-para-residentes-em-parques-emel, o pagamento de estacionamento na via pública está suspenso, devendo contudo ser respeitados os lugares reservados a funções específicas, tais como lugares exclusivos a residentes, lugares para operações de cargas e descargas, lugares para portadores de mobilidade reduzida, entre outros.

Assim, as equipas de fiscalização da EMEL e a divisão de trânsito da Polícia Municipal continuarão a assegurar a fiscalização do estacionamento da cidade. Os meios serão reforçados e alocados na manutenção de canais de circulação livres, incluindo veículos que limitem a circulação de outros veículos, em particular de emergência, acessos a propriedades incluindo garagens, ou qualquer infração que ponha em causa a segurança ou a livre circulação de pessoas e veículos, e zonas de estacionamento especial, como sejam locais de carga e descarga, paragens de autocarros, zonas de residentes, ou qualquer local de estacionamento privativo necessário para o normal funcionamento da entidade a que está atribuído.

Estas medidas serão monitorizadas e avaliadas em função da situação da cidade, podendo ser alteradas ou revogadas a qualquer momento, estimando-se, porém, a sua manutenção, em condições normais, até pelo menos dia 9 de abril.

Estas medidas visam reduzir as dificuldades de estacionamento para residentes em especial em zonas de maior pressão, e sobretudo melhorar a condição de quem cumpre situações de quarentena ou isolamento social, como recomendado, e de quem contribui com o seu trabalho para funções essenciais.

Com os melhores cumprimentos.

Gabinete do Vereador Miguel Gaspar

Câmara Municipal de Lisboa

Abate de árvores no IST: questões

Quanto ao abate de dezenas de árvores com mais de 50 anos no recinto do IST:
1. Podem divulgar os relatórios fitosanitários que suportam estas dezenas de abates de árvores com mais de 50 anos?
2. Quando planeiam replantar estas árvores?
3. Estão previstos mais abates?
4. Em linha com a iniciativa de Lisboa Capital Verde 2020 o IST tem algum projecto de renovação e ampliação dos seus espaços verdes?

Resposta do IST (3 de Março de 2020)

Exmos Srs.,

desde já agradecemos o vosso contacto e a preocupação.

Conforme as questões apresentadas, junto enviamos as resposta
solicitadas.

  1. Podem divulgar os relatórios fitosanitários que suportam estas
dezenas de abates de árvores com mais de 50 anos?

  Os relatórios fitosanitários, que suportam os abates, poderão ser
consultados no IST,  Núcleo de Serviços Gerais (NSG) no seguinte horário
(10h00 – 12h00).

  2. Quando planeiam replantar estas árvores?

  Haverá lugar a replantações logo que financeiramente nos seja
exequível.

  3. Estão previstos mais abates?

  Não.

4. Em linha com a iniciativa de Lisboa Capital Verde 2020 o IST tem
algum projecto de renovação e ampliação dos seus espaços verdes?

  Presentemente não.

Ao dispor.

________________________

Repintura de passadeiras

Depois de um acidente mortal na Av João XXI e constando que existe actualmente no Areeiro uma quantidade anormal de passadeiras por repintar os Vizinhos pedem à Junta de Freguesia que exerça essa sua competência e repinte as 39 passadeiras em:

Avenida Afonso Costa: 2
Avenida Gago Coutinho: 1
Avenida de Madrid: 2
Avenida Óscar Monteiro Torres: 6
Avenida Padre Manuel da Nóbrega: 1
Avenida de Roma: 1
Avenida Sacadura Cabral: 1
Avenida São João de Deus: 2
Campo Pequeno: 1
Largo do Casal Vistoso: 1
Rua Abade Faria: 2
Rua Alves Redol: 2
Rua Alves Torgo: 1
Rua Augusto Gil: 1
Rua Augusto Machado: 1
Rua Barão de Sabrosa: 1
Rua Caetano Alberto: 2
Rua Casimiro Freire: 1
Rua Cervantes: 1
Rua Egas Moniz: 2
Rua José Acúrcio das Neves: 2
Rua José de Meneses: 1
Rua Presidente Wilson: 1
Rua Sarmento de Beires: 1
Rua Vítor Hugo: 2

Fotografias:
https://drive.google.com/open?id=1nRG3m1ILDriYlQBboknuSoRraq1w3VH9

Aguarda-se resposta dentro dos prazos prescritos pelo Código do Procedimento Administrativo

Árvore “Zé Pedro” no Jardim da Praça de Londres (Proposta à Junta de Freguesia do Areeiro)


Árvore “Zé Pedro” no Jardim da Praça de Londres
(muito frequentado pelo músico dos Xutos e Pontapés):

Em 25 de Abril de 2015, os Xutos e Pontapés plantaram no Jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro a “Árvore da Liberdade”, apadrinhada pela banda de rock portuguesa. Seguindo este exemplo os Vizinhos do Areeiro e enquanto a proposta https://vizinhosdoareeiro.org/proposta-a-cml-jardim-ze-pedro/ percorre o processo administrativo decorrente os Vizinhos propõem à CML que, em nova caldeira, plante uma árvore com uma placa

“Por quem não esqueci” e um QR Code que remete para uma página com a História dos Xutos e para a Biografia de Zé Pedro.

(sugestão a enviar à Junta de Freguesia do Areeiro)

Fotografia: 

Xutos e Pontapés – Plantação da “Árvore da Liberdade” na UTAD

Subscrevem:
120 moradores:
https://www.facebook.com/groups/Vizinhos.do.Areeiro/permalink/2379260049053455/

Sugestão de parceria entre os Serviços Sociais da GNR e a Junta de Freguesia do Areeiro sobre a recuperação dos espaços verdes entre edifícios no Bairro da GN

No contexto do “Lisboa Verde 2020” os Vizinhos do Areeiro propõem que o espaço verde do logradouro do Bairro da GNR que actualmente é usado para estaleiro das obras e que está com vegetação alta, totalmente abandonado e com bancos originais da década de 1940 (a preservar!) seja recuperado:

  1. para tal fazemos um apelo aos Serviços Sociais da GNR para que renovem e mantenham este espaço verde.
  2. na falta de resposta ou de disponibilidade sugerimos a criação de um protocolo entre os Serviços Sociais da GNR (que gerem este espaço) e a Junta de Freguesia do Areeiro ou a Câmara Municipal de Lisboa e devolvido à fruição de todos os cidadãos.

Subscrevem:
Rodolfo Franco
Jorge Oliveira
Nuno Dinis Cortiços
Ilda Cruz
Patrícia Matos Palma
Elvina Maria Reis Rosa
Cristina Azambuja
Rogério Martins
Maria Teresa Rodrigues
Ana Paula Cadete
Elsa Felizardo
Stela Correia
Zélia Pereira
Sofia Carvalho Coelho
Teresa Raposo
Emilio Santos Pinto
Anabela Nunes
Ana Costa
Teresa Aroso
Jacinto Manuel Apostolo
Margarida Botelho
Pedro Gomez
Luiza Cadaval de Sousa
Fernando Anjos
Ana Sampedro
Fatima Lammar
Carla Caló
Belicha Geraldes
Rui Martins
Guida Costa
Maria Mar
Mili Beja
Lita Fernandes
Lilia Morais
Celestina Costa
Eduardo Júlio
Rui Ferreira Lopes
Carlos Alberto Vieira
Paula Mendes
Teresa Sotto Mayor Carvalho
Nitucha Jacques
Margarida Rei
Anibal Santos
Lezíria Couchinho
Helena Amaral
Maria Adelaide Nogueira
Naide Azevedo
Alexandra Cardoso
Maria Jesus Pereira Gambino
Margarida Reis
Soledade Veronica
Teresa LC
Sara Piloto
Isabel Tomas Rodrigo
Lidia Monteiro
Gonçalo Melo
Filomena Videira
Acarmona Carmona
Aline Schiltz
Maria Margarida Silva
Maria Manuela Nobre
Eugenia Maria Sobreiro
Luísa Mendonça
Maria De Lurdes Machado
Manuela Melo
Maria Godinho
Pedro André
Tiago Neves
Ulisses Santos
Jorge Filipe Silva
Cristina Casaleiro
Maria Luisa Ferreira
Joana Santos Patrocinio
Maria Lemos
Cristina Salvador
João Manuel Alves
Isabel Bastos
Zelinda Marouço
Ana Azevedo
Isabel Gualdrapa
Sónia Maia
Maria Ofélia Rodrigues
Maria Anabela Melo Egídio
Maria Duarte Silva
Sofia Correia
Patrícia Lopes
Leonilde Ferreira Viegas
Filipa Ramalho Rickens
Maria Yañez
Fátima Paiva
Marta Moreira
Beatriz Afonso
Rui Pedro Henriques
Manuela Bastos
Didi Ramos
Rita Lopes de Mendonça
Ana Filipa Gonçalves
Antonieta Soares Ribeiro
Rui Pedro da Ponte
João Firmino
Fabio Alexandre Ferreira
Antonio Sequeira
Nathalie Dos Santos Antunes
Emanuel Genovevo Costa
Vítor Frade
Regina de Morais
Pedro de Sebastião
Gabriela Oliveira Lopes

Porta-a-Porta: sugestões


A propósito do serviço de transporte gratuito Porta-a-Porta que pode ser chamado através de um telefonema para o 916 128 329
https://www.jf-areeiro.pt/pt/areeiro-porta-a-porta

Os subscritores propõem:

1.
fazer uma acção de divulgação postal da existência do Porta-a-Porta (aparece apenas na revista da Junta e nos mupis)

2.
que o motorista seja acompanhado por um funcionário que possa assistir os moradores com problemas de mobilidade a acederem ao veículo

Proposta 1:
Rui Pedro Martins
Ilda Cruz
Elvina Maria Reis Rosa
Anabela Nunes
Teresa Raposo
Cristina Azambuja
Rui M. Sousa
Stela Correia
Maria Teresa Inglês Agostinho
Teresa Aroso
Francisco Pedroso
Maria João Morgado
Antonio Viegas
Ricardo Castro
Fernando Anjos
Belicha Geraldes
Margarida Moreira
Pedro Barbosa de Barros
Maria Seabra
Maria DM
Joana Silva
Ana Castro
Rui Janeiro
Cristina Milagre
Antunes Maria Helena
Isabel O. Sousa
Amélia Maria Ribeiro
Soledade Veronica
Filipa Ramos
Maria Helena Sacadura Simoes
António Carlos Teixeira Duarte
Duane Kaercher
Carls Correia
João Paulo Figueiredo
Manuela Melo
Maria De Lurdes Canto
Pedro Morgado
Ana Sampedro
Cristina Inacio
Alexsandra Almeida
Ana Lourenco
Carolina Rebelo
Cristina Salvador
Bruno Epifânio
Ana Paiva
Ana Azevedo
Patricia Serra Alegra
Sérgio Manuel Cónim
Tiago Miranda
Antónia Peças
Carla Caló
Lili Barreira
Isabel Cordeiro
Lino Gonçalves
Mariana Bettencourt
Manuel Barata Simões
Rita Costa
Bárbara Gameiro Monteiro
Cristina Manuela Silva
João Silva
Joana Ramalho
Carmo Fonseca Ribeiro
Bruno Paradela De Oliveira
Catarina Vilela Reinhardt
Sofia Pereira
Margarida Caldeira da Silva
Raquel Ferreira de Melo
Antonieta Soares Ribeiro
Teresa Lume
João Firmino
Dia Leiria-Ralha
Frederico Gomes
Nadia Herji
Carlos De Sá Aparício
Rita Martins
João Vences
Selita Maria
Carolina Cardoso
Miguel B. Ferreira
Maria Castello Branco

Proposta 2:
Rui Pedro Martins
Stela Correia
Ana Costa
Francisco Pedroso
Joana Santos Patrocinio
Fernando Anjos
Nanda Ruaz
Filipa Macedo
Joana Silva
Ana Castro
Cristina Milagre
Soledade Veronica
Teresa LC
Maria Helena Sacadura Simoes
Kikas Kias
Maria De Lurdes Canto
Ana Paiva
Ana Azevedo
Ema Paula
Isa Fernandes
Paulo Godinho
Isabel Cordeiro
Lino Gonçalves
Raquel Soares
Beatriz Afonso
Rita Costa
Bárbara Gameiro Monteiro
Cristina Manuela Silva
João Silva
Antonio Luis da Bernarda
Raquel Ferreira de Melo
Catarina Candeias
Rita Mathias
Carlos De Sá Aparício
Rita Martins
Selita Maria
Liliana Navarra

Segundo o artigo 13.º, número 1 do Código do Procedimento Administrativo (CPA), existe a obrigação da Administração Pública de decidir sobre todos os assuntos que lhe sejam apresentados. A Administração encontra-se vinculada a cumprir este dever e seja qual for a decisão, tem obrigatoriamente de se pronunciar nesse âmbito.

Resposta (incompleta) da JFA

gap@jf-areeiro.pt7 Feb 2020, 13:29

GAP/ 5992 /2020

Exmos. Senhores,

Em relação ao assunto em epigrafe, encarrega-me o senhor Presidente da Junta de Freguesia do Areeiro de acusar e agradecer as sugestões de V. Exas. que nos mereceram a melhor atenção.

Quanto às propostas colocadas por V. Exas sugerimos o seguinte:

– Fazer um vídeo promocional de 30 segundos nas redes sociais para divulgar a existência do Porta-a-Porta.

– Quanto ao motorista ser acompanhado por um funcionário que possa assistir os moradores com problemas de mobilidade a acederem ao veículo, iria retirar um lugar disponível na carrinha sendo a sua lotação já reduzida na zona posterior, devido à instalação de um sistema para cadeira de rodas. O motorista já faz o apoio necessário à entrada no veículo, na via pública, sendo que o veiculo tem um degrau retrátil que facilita o acesso.”

“HOSPITAL SÃO JOSÉ PRECISA DE CADEIRAS” (Olhares de Lisboa)

Por incrível que pareça, o Hospital São José, em Lisboa, precisa de cadeiras para as pessoas que visitam os doentes internados. Para colmatar essa falha, os Vizinhos de Lisboa avançaram com uma campanha para angariação desse equipamento.

O Núcleo do Areeiro da Associação Vizinhos de Lisboa lançou uma campanha de angariação de cadeiras para o Hospital São José, apelando aos lisboetas que os «ajudem a colmatar essa falha detetada nessa unidade hospitalar».

Os Vizinhos de Lisboa recordam que, «o hospital que serve, por zona e proximidade, o Areeiro é o Hospital de S. José», salientando que, para além de várias carências que se registam neste hospital há uma em particular que os Vizinhos do Areeiro podem ajudar a suprir pela sua simplicidade e utilidade: faltam cadeiras para as visitas aos internados neste hospital».

No entanto, por razões de segurança e higiene, nem todas as cadeiras servem. Por isso, os Vizinhos de Lisboa querem uma cadeira especifica (ver foto) que corresponda às necessidades deste hospital central de Lisboa. Assim, quem queira doar ou comprar cadeiras deste tipo deve informar a sua disponibilidade através da caixa do mail para geral@vizinhosdoareeiro.org

https://olharesdelisboa.pt/hospital-sao-jose-precisa-de-cadeiras/

Partilhar isto:

Propostas para a CML sobre respostas às “Ondas de Calor”

Porque as “ondas de calor” constituem perigo para a vida, subscreva.
Resultado directo das alterações climáticas e consideradas na carta de “Lisboa Verde 2020”, iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa, solicita-se apoio para as medidas abaixo descritas com vista à instituição de um “sistemas de sombras”.
Em 2003, apenas dois fenómenos contribuíram com mais de 34.802 mortes prematuras, França (14.802) e Itália (+20.000).
À consideração da CML e Ministério do Ambiente:

  1. Instalação de reservatórios subterrâneos de águas pluviais: para lavagem urbana, rega, repuxos e aspersores. Sistemas que contribuem para a atenuação das temperaturas elevadas em espaço público através da humidificação do ar – recurso há muito presente em cidades do sul da Europa – Sevilha (Expo), Valeta, Atenas, e até no Campo Pequeno, “jogo de água”, entretanto abandonado por razão desconhecida.
  2. Introdução de espécies de árvores resilientes aos períodos de seca, incentivar o plantio através de convite à participação dos mais próximos usufrutuários, na garantia da defesa das daquelas e suas caldeiras, onde tantas vezes servem para depositar lixo, nomeadamente, nas artérias de maior actividade comercial. Estabelecer a continuidade arbórea/“corredores verdes”.
  3. Promover pérgolas com trepadeiras de baixo consumo de água e folha caduca, localizadas em arruamentos e jardins (ex. Avenidas, Jardim F. Pessa, Irmã Lúcia, laterais da Alameda): articulados com ilhas de bancos para estadia e descanso, estrategicamente, colocados à sombra nas horas de maior calor durante o verão.
  4. Instalação de estruturas com recurso a perfilados de alumínio ou outros materiais de baixa degradação e manutenção com lâminas posicionadas para deflectir a radiação solar por forma permitir sombras e reduzir o efeito provocado pelas “ilhas de calor”.
  5. Termómetros de rua em candeeiros com partilha das leituras para instituírem um sistema de alerta do calor em espaço urbano, em tempo real; aos quais se poderiam adicionar medidores da qualidade do ar (humidade, partículas leves, etc).
  6. Gestão de arvoredo em regime de cuidados partilhados, por residentes (regime de voluntariado ou contrato social): de momento, em curso na Xavier Cordeiro, Nunes Claro e Vítor Hugo. Os moradores das ruas são contactados porta-a-porta pela divisão de espaços verdes da CML e subscrevem um “contrato” em que assumem a manutenção de uma caldeira de árvore perto de sua residência, onde poderão plantar espécies de pequeno porte e dimensão, com formação e apoio da CML. Avaliar a possibilidade de apoio/patrocínio de entidades privadas, tipo, “Hortos do Campo Grande” ou outros fora do ramo, em troca de publicidade, “esta sombra tem o patrocínio da X”.
  7. Substituição dos limitadores e pilaretes por floreiras com espécies de baixo consumo de água, p.ex. tradicionais chorões, importantes para a atenuação térmica local, promovida sob o efeito evotranspiração (transporte de água das raízes para a folhagem), p.ex. Bº do Arco do Cego, onde a “floresta” de pilaretes deu lugar a floreiras, também na Almirante Reis ou Manuel da Maia.
  8. Transformar todas as zonas expectantes (p.ex. na Sarmento de Beires) em “plantação de transição” com plantio de baixo consumo (lúdico ou agrícola) com a possibilidade de transferências para outros locais em iguais condições, p.ex. floreiras “Arco do Cego”.
  9. Promoção de coberturas verdes para retenção das águas pluviais (humidificação do ar), oxigenação, atenuação térmica e ruído, absorção da radiação solar, redução do consumo energético, contribuição para a diversidade de vistas, tão características de Lisboa e valorização da propriedade, p.ex., em equipamentos inicialmente em edifícios camarários (começando p.ex. no Pavilhão do Casal Vistoso) ou como “muros verdes” favorecidos pelo declives da cidade. Considerar a aplicação da medida a edifícios existentes com recurso a fórmula de cálculo para avaliação dos custos/benefícios, casa a caso.
  10. Planear o plantio arbóreo para reduzir o efeito de massa térmica/libertação de calor em períodos nocturno, bermas das grandes vias, p.ex., Av. Gago Coutinho. Considerar um sistema de intensidade variável, através de sensor de movimento, para ajustar a iluminação de rua.
  11. Estudar a introdução de vegetação sobre as coberturas de pequenos equipamentos, p.ex., paragens de autocarro, introduzido pela Holanda, com espécies ajustada à pluviosidade.
    Algumas destas propostas tem por base a “Cool Neighborhoods, New York”,
    https://www1.nyc.gov/assets/orr/pdf/Cool_Neighborhoods_NYC_Report_FINAL.pdf

Subscrevem:

Nuno Dinis Cortiços
Paula Borges
Rodolfo Franco
Jorge Oliveira
Manuel Jesus
Ilda Cruz
Elvina Maria Reis Rosa
Maria Teresa Rodrigues
Stela Correia
Madalena Matambo Natividade
Zélia Pereira
Anabela Nunes
Ana Costa
Luisa Teresa
Maria Teresa Inglês Agostinho
Irene Coelho
Teresa Aroso
Duarte Amado
Alexandra Rg
José João Leiria-Ralha
Anabela Gouveia
Márcia Salgueiro
Fatima Lammar
Ana Judite Peres
Belicha Geraldes
Rui Martins
Manuel Amaral
Catarina Syder Fontinha
Maria Jerónimo Costa Zita
Maria Silva
Alberta Lopes
Francisco Pedroso
Anibal Santos
Maria Luísa Lanita
Lezíria Couchinho
Helena Amaral
Maria Adelaide Nogueira
Maria Joao Gouveia
Virginio António Briote
Maria Helena Sacadura Simoes
Maria Manuela Nobre
António Pires Sargento
Maria Cristina Lacerda
Eduardo Duarte Coelho
Pedro André
Rafael Pereira
Sandra Simas
Joana Santos Patrocinio
Jorge Zúniga Almeida Santo
Gonçalo Peres
Ana Azevedo
Rita Luis
Maria Duarte Silva
Sofia Correia
Leonilde Ferreira Viegas
Patricia Saldanha da Gama
Maria Yañez
Fátima Silva
Maria Da Conceição Abreu
Anita Patrício
Cristina Manuela Silva
Teresa Maria Braga Abecasis
Maria Da Conceiçao Batista
Margarida Caldeira da Silva
Ana Filipa Gonçalves
João Firmino
Antonio Sequeira
Selita Maria
Cristina Leal
Eva Monteiro
Paula Veiga
Rui Coimbra
Filipe Brandão
Sofia Pinheiro